sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Resenha Filme Adorável Professor

Olá pessoal!


Iniciamos aqui mais uma postagem, a penúltima, em nosso blog, onde vocês devem postar as resenhas do filme "Adorável Professor" ao qual assistimos em aula e sobre ele fizemos um belo debate acerca das questões educacionais que apareceram ao longo do filme.

Lembro que todos os textos aqui postados devem estar devidamente corrigidos para que possamos ter um trabalho de qualidade demonstrado através das produções de vocês.

Aproveito para parabenizá-los de antemão, pois apesar do trabalho exaustivo neste final de 2011 e início de 2012, ao revisar cada texto que me chegou por e-mail, pude perceber o crescimento de cada um de vocês, bem como o empenho em melhorar, resultando em algo bastante produtivo, relevante e de uma reflexão bastate elaborada! Parabéns a todos!

Um abraço a todos e bom trabalho!

Profa. Aden

43 comentários:

  1. Universidade Federal do Pampa

    Acâdemica: Bruna da Silva Aliandro
    Curso: Licenciatura em Pedagogia
    Disciplina: Leitura e Produção Textual
    Período: II Semestre

    ADORÁVEL PROFESSOR (MR. HOLLAND). Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek.

    Resenha crítica

    O adorável professor de Herek Stephen conta a história de um homem que para completar o seu currículo decidiu seguir a carreira do magistério, ingressando em uma escola, lecionando música.
    Nos primeiros dias tinha em mente que sua função era passar o conhecimento musical aos alunos, porém percebeu que não conseguia se fazer entender pelos discentes. Desse modo resolveu mudar a metodologia de ensino, fazendo com que aprendessem a partir de seus gostos musicais, no qual muitos deles responderam que era Rock and Roll. Dessa forma o novo método fez despertar interesse nos alunos sobre a disciplina.
    Em uma outra cena o Holland descobriu que todos os alunos tem habilidades e que o professor deve desenvolver esse talento, como na cena em que a menina tocava flauta a 3 anos, mas não dominava muito bem o instrumento, desse modo Holland, usou um dos seus vários métodos de ensino para desenvolver o talento da menina.
    O professor Holland recebeu a informação do diretor que deveria montar uma banda marcial. Porém não obteve sucesso no momento de fazer com que os alunos marchassem, o professor de ed. física se dispôs a ajudá-lo em troca de que ensinasse um ex-aluno seu, a tocar um instrumento, pois precisava aprender algo para se manter na equipe de luta.
    Holland então tentou de muitas formas ensinar o menino a tocar tambor, mas já sem esperanças, usou do método de bater com os pés para que o menino adquirisse ritmo do tambor, fazendo com que o menino aprendesse e tocasse na banda marcial.
    Na sequencia o professor descobre que seu filho é surdo, portanto não poderia ouvir a música, mas com a experiência adquirida com sua classe e sua capacidade de incluir vários tipos de alunos, levou o filho e sua turma, para assistir e ouvir uma apresentação musical, na qual Holland dedicou ao filho.
    Em seguida é anunciado a o professor que por questões financeiras a escola deveria demiti-lo, deixando Holland sentir-se inútil, seus alunos revoltados com a decisão da escola, organizaram uma grande festa e montaram uma orquestra para Holland, que sempre foi seu sonho.
    Acredito que Holland fez grande diferença na vida de cada aluno que passou em sua sala de aula, com seus anos de experiência adquiriu métodos diferentes de ensino, percebendo que cada aluno aprende de uma maneira diferente, o professor também notou que os alunos os sendo motivados, aprendem melhor, dessa forma os próprios alunos buscam entender o que está sendo estudado e gostam das aulas, perguntam, trazem idéias. Outro aspecto importante é quando o professor ensina aos alunos que cada um deles tem um talento e que devemos trabalhar em cima desse dom, desenvolver as habilidades de cada pessoa, esse seria então o adorável professor.

    ResponderExcluir
  2. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA
    CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA
    DISCIPLINA: LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL
    ACADÊMICA: LETÍCIA MARTINS DOS SANTOS

    Título Original: Mr. Holland’s Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek.
    Resenha Crítica

    O filme “Adorável Professor” mostra a vida de um professor que começou a lecionar não por que gostava, mas sim para juntar dinheiro. O que ele gostava mesmo era de compor. Não é o ideal, pois para ser um professor de qualidade e proporcionar um bom ensino e no inicio da sua carreira Ms.Holland não consegui despertar a atenção de sua turma e isto a tornava despersa e os alunos não produziam nada deixando o professor irritado.Mas depois de algum tempo ele resolveu mudar seus métodos de ensino colocando sentimento no que fazia e como ele esperava sua turma melhorou e muito.
    Então, um professor tem que gostar do que faz por que assim realiza um trabalho bom e os outros recebem os conhecimentos de uma maneira muito melhor porque os alunos perceberão o quanto este professor gosta de estar em convívio com eles proporcionando uma educação de qualidade.
    Após descobrir seu “dom” para ensinar, começou a dar aulas particulares para uma de suas alunas que tinha dificuldades para tocar.Todos os dias após as aulas eles ficavam ate mais tarde ensaiando.Até que um dia ele diz para ela...”Desista,mas só por hoje,pois amanhã continue...”Após muitas aulas e com a insistência do professor e com o esforço da aluna ela conseguiu aprender mas por que ela conseguiu isso? Porque o professor apostou nela e passou confiança deixando-a mais calma e com vontade de superar suas dificuldades.
    Ms Holland usava a música para ensinar,ele dizia que a música é coração,é sentimento e fazia seus alunos entenderem isso também fazendo perceber isso pelo estilo de música que cada um gostava e isso fez a diferença na relação entre professor-aluno.
    São estes “pequenos grandes” detalhes que mudam definitivamente a vida de um aluno. Não apenas pela educação que receberam e os conhecimentos adquiridos, mas por eles tranformarem pessoas, formando cidadãos críticos e cientes de suas responsabilidades.
    Enfim, o filme “Adorável Professor” mostra a importância do professor na vida dos seus alunos e de como ele influencia na vida deles. Gleen Holland lecionava com seu coração, com seus sentimentos e era isso que o tornava especial e fazia a diferença na vida de cada um dos seus alunos. Ele não desistia de seus alunos, fazia-os persistir mesmo com as dificuldades fazendo seus alunos a superar suas expectativas.

    ResponderExcluir
  3. Professora minha resenha não postou por causa dos caracteres, pois alegou numero máximo o que faço?

    ResponderExcluir
  4. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA – UNIPAMPA (CAMPUS JAGUARÃO)
    CURSO DE PEDAGOGIA TURMA 21
    DISCIPLINA LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL
    DOCENTE: MS. ADEN RODRIGUES PEREIRA
    ACADEMICO(A): CINTHIA ESCALANTE FERREIRA

    RESENHA DO FILME: ADORAVEL PROFESSOR
    Título Original: Mr. Holland’s Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek; Personagem principal: Richard Dreyfuss (Glen Holland).


    O objetivo deste trabalho é analisar as ações pedagógicas , no filme Mr. Holland – O Adorável Professor. A análise será feita com foco no papel do professor Mr. Holland, e também será feita uma abordagem em relação a seus alunos.
    Mr. Holland é um apaixonado pela música, e que devido a vontade de se estabilizar na vida tornou-se professor em uma escola muito rígida e com resistência para a música. Sua intenção era se sustentar e criar um tempo para suas composições, mas também transmitir sua paixão pela música a seus alunos, que não demonstravam nenhum interesse.
    Em sua primeira aula, depara-se com alunos que não sabem absolutamente nada de música, a sala de aula era desorganizada, e ele vendo que não conseguia despertar o interesse dos seus alunos nas aulas, decide reformular seus métodos de ensinar. Questionou sua classe para descobrir qual o gosto musical de cada um, e associou a música clássica ao rock, mas foi banido pelo seu superior, por rock não ser uma influencia boa.
    Com a descoberta da gravidez de sua esposa, ele foca todo o seu tempo a ensinar música e assim seu tempo de trabalho dobra. Com o nascimento de seu filho, investe no relacionamento com este, que tem deficiência auditiva, passa a se interessar mais pelas aulas que desenvolve com suas crianças, e passou a observar particularidades individuais, passou a dar mais assistência de forma mais afetiva com a classe, a partir de então pôde-se constatar um aumento de produção no conhecimento dos alunos. Passou a ensinar com amor e os alunos pegaram gosto de aprender.
    A interação professor-aluno ultrapassa os limites profissionais e escolares, pois é uma relação que envolve sentimentos e deixa marcas para toda a vida. Observa-se que a relação professor-aluno, deve sempre buscar a afetividade e a comunicação entre ambos, como base e forma de construção do conhecimento e do aspecto emocional.
    A dimensão do ensino e da aprendizagem em sala de aula é marcada por um tipo especial de relação, a qual envolve o professor e aluno na mediação e apropriação do saber. É importante enfatizarmos essa posição do professor na relação: trata-se de um
    mediador e não de um detentor do saber.
    Ser professor não se constitui em uma simples tarefa de transmissão de tarefa de transmissão de conhecimento, pois vai mais além e também consiste em despertar no aluno valores e sentimentos como o amor do próximo e o respeito, entre outros.
    A influência dos educadores na vida pessoal dos alunos pode ser mais forte do que aparenta e gerar frutos permanentes. Diante de tais comprovações fica estabelecido que é imprescindível a existência da afetividade na relação professor aluno para que efetivamente haja aprendizagem satisfatória.

    ResponderExcluir
  5. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA
    Campus: Jaguarão
    Curso: Pedagogia
    Disciplina: Leitura e Produção Textual
    Professora: Aden Pereira
    Acadêmica: Elisa Dias

    Resenha do filme “O Adorável Professor”

    Ficha Técnica: Título Original: Mr. Holland’s Opus (O Adorável Professor); Gênero: Drama; Duração: aprox. 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Direção: Stephen Herek.

    Após ter assistido o filme “O Adorável Professor” estrelado pelo personagem Mr. Holand relaciono os aspectos do mesmo com possíveis situações da vida real.
    Mr. Holland é um músico, que por necessitar de tempo e principalmente de condições financeiras para se dedicar a composição de músicas, optou por dar aulas em uma escola pública americana.
    Este fato remete-nos para um problema ainda encontrado em muitas escolas brasileiras, o fato de alguém que não possui qualificação para tal, assumir uma sala de aula. E assim como acontece no filme, não obter de imedianto sucesso com a turma.
    Por não possuir instrução para tal profissão, a metodologia de Mr. Holland não trazia bons resultados, seus alunos não possuíam interesse nem obtinham melhora nas aulas.
    E é a partir de um conflito com uma de suas alunas, que o professor percebe que mudando seu método de ensino e tornando suas aulas mais dinâmicas, teria mais envolvimento e sucesso da turma. E foi exatamente o que aconteceu.
    Outro fator importante a ser destacado é o fato de o filho, recém nascido. de Mr. Holland possuir uma deficiência, o mesmo tinha apenas 10% da sua audição.
    Ao descobrir a doença, o personagem principal se mostra bastante decpecionado ao pensar que o menino não poderia seguir os passos do pai. A trama se “desenrola”, e o conflito entre pai e filho permanece. Até o momento em que Mr. Holland percebe que o mesmo índice positivo que possui com seus alunos na escola, poderia obter em casa, com seu filho.
    Finalmente, a trama do filme encerra mostrando Mr. Holland sendo homenageado em um concerto, pelo excelente trabalho realizado na escola.

    ResponderExcluir
  6. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA
    Campus: Jaguarão
    Curso: Pedagogia
    Disciplina: Leitura e Produção Textual
    Professora: Aden
    Acadêmica: Luíse Bom

    Resenha crítica do filme “O adorável professor”
    Título Original: Mr. Holland’s Opus (O Adorável Professor); Gênero: Drama; Duração: aprox. 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Direção: Stephen Herek.

    O filme “O adorável professor” relata a história de Glenn Holland, músico, que na tentativa de conseguir condições financeiras e tempo para realizar seu sonho de compor, passa a dar aulas de música em uma escola pública dos EUA.
    Com pouco conhecimento sobre a prática pedagógica, Mr. Holland tem grandes dificuldades em ministrar aulas interessantes e que chamem a atenção dos alunos, fazendo com que os mesmos tenham pouco rendimento na disciplina.
    Logo após se tornar professor, Mr. Holland descobre que será pai. Meses após nascer, descobre-se que Cole, seu filho, tem uma grave deficiência auditiva, tendo apenas 10% da audição. Este fato deixa o pai profundamente frustrado, e faz com que o mesmo se distancie da família e se refugie no magistério.
    Após um conflito com uma de suas alunas, Gertrude Lang, Mr. Holland percebe que mudando sua metodologia de ensino poderia conseguir melhores resultados com os alunos. Assim, abandona o modelo tradicional adotado pela escola e passar a inserir nas aulas outros tipos de músicas, incluindo Rock, um dos gêneros preferidos dos alunos.
    O aproveitamento e a procura pelas aulas aumentam significativamente após tal mudança, no entanto Mr. Holland enfrenta grande resistência por parte da direção da escola em relação ao seu método.
    Os anos passam, e o professor percebe o quanto se distanciou de seu filho, e que assim como fez com as aulas, se mudasse poderia conseguir um grande progresso no seu relacionamento com o mesmo. Mr. Holland se reaproxima do filho, e faz um conserto em homenagem ao mesmo, no qual utiliza a linguagem de sinais para se comunicar com Cole.
    No final do filme, Glenn é afastado da escola por uma medida de contenção de gastos que retira a disciplina de música do currículo escolar. Antes de se retirar, recebe uma homenagem de seus discentes, onde reencontra pessoas que foram seus alunos ao longo de toda a sua carreira.
    No filme nota-se nitidamente o quanto a falta de formação pode afetar o andamento das aulas. Mr. Holland era músico e foi lecionar em uma escola pública com pouco ou nenhum conhecimento pedagógico, fato que acontece muitas vezes em nossa escolas.
    Em contraponto a isto, notava-se que o professor era interessado, e procurou formas de melhorar as aulas e atrair os alunos para o que estava sendo ensinado, muitas vezes fazendo relações entre os conteúdos e fatos do cotidiano dos educandos.
    Outro fator que cabe ressaltar, eram os elogios feitos aos alunos, uma constante nas aulas do professor, fator que contribui para o aumento da autoestima dos mesmos fazendo com que tenham mais vontade de se esforçar e progredir.
    Em resumo, “O professor adorável” mostra a trajetória de um professor, suas lutas, as resistências que enfrenta, e sua vontade de melhorar, fazer aulas mais proveitosas e ser um bom profissional.

    ResponderExcluir
  7. Universidade Federal do pampa

    Acadêmica: Graciela Vieira nunes
    Disciplina: Leitura e Produção Textual
    Profª: Aden Rodriguez
    Período: 02/2011

    Resenha Critica

    ADORÁVEL PROFESSOR (MR. HOLLAND). Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek.

    O filme Adorável Professor mostra a história de um músico profissional Glenn Holland vivido por Richard Dreyfuss, que por necessidades financeiras aceitou lecionar para estudantes de uma escola pública de 2ª dos Estados Unidos da América. Ele é casado com Iris, interpretada pela atriz Glenne Headley e residiam em um apartamento até saber da gravidez de sua esposa. Entretanto o professor no começo de seu trabalho sentia se contrariado e com duvidas quanto á profissão escolhida, mas ao mesmo tempo pensa que precisa desse emprego para que possa juntar dinheiro e realizar seu grande sonho.
    Seus planos começam a ser repensados quando o professor bate de frente com uma disciplina rígida, um método de ensino bastante tradicional e ultrapassado e uma total desmotivação e desinteresse dos alunos para a aprendizagem. Mas com esse desafio em sua frente professor Holland teve uma grande idéia, revolucionaria criativa e motivadora, que foi ensinar seus alunos através do sentimento, amor á musica, e sobre a influência de suas próprias preferências musicais, ou seja, um método mais interessante e motivador, que levou os alunos a questionarem, se envolverem mais e pegarem o gosto pela musica. Um método novo, criativo e motivador, que envolve interação, conhecimento aprendizagem e interdisciplinaridade, o que é essencial para uma boa formação de um individuo.
    Com um novo método de ensino, próprio, mas que trazia grandes resultados, professor Holland enfrentou varias desafios e pedras em seu caminho, mas em nenhum momento desistiu ou fracassou, sempre enfrentou com força, garra e perseverança todos os desafios impostos pela vida, pela escola, e principalmente por seus alunos. Abriu mão de seu sonho e por um período direcionou-se somente ao magistério, perdendo grande parte da criação de seu filho, que tinha uma grande deficiência, possuía apenas 90% de audição.
    Holland por certo tempo permaneceu totalmente ausente para sua esposa e seu filho, pensando apenas em sua profissão e em seus alunos, deixando somente para sua esposa, o desafio de enfrentar junto ao filho grandes dificuldades que estavam por vim, mas esse tempo passou, e com seu filho Cole já adolescente começou a enfrentar em casa sérios problemas de convivência, pois seu filho exigia sua presença e que o pai lhe ensina-se assim como ensinava aos seus alunos á paixão pela musica, e foi quando Holland percebeu que não era afastando o filho das dificuldades que iria preservar ele de desilusões.
    Foi então quando Holland resolveu para ajudar o filho e homenageá-lo, organizar “O Primeiro Concerto para Pessoa com Deficiência auditiva”, o que foi um sucesso e nessa apresentação Holland cantou homenageou John Lennon, para grande emoção de seu filho.
    Holland já com 60 anos e 30 anos de magistério, foi obrigado a se retira da escola, por motivo de reformulação de currículo, no qual foi imposta por falta de verba, a retirada da disciplina “musica” do currículo da escola, para tristeza dele e de todos os que ali apaixonaram através dele por ela. Mas antes de sua saída da escola, foi recepcionado no auditório da escola, por todos seus alunos, ex-alunos, colegas de trabalhos e amigos, com uma grande homenagem, na qual lhe concedeu, além do titulo de um grande profissional, um grande e inesquecível presente de gratidão, de todos, que foi “A primeira sinfonia Americana de Glenn Holland”, um presente bem maior que seu grande e adiado sonho, que era compor o “Opus americano”.
    ...

    ResponderExcluir
  8. ...
    Enfim o filme tratou desde o começo da persistência, dedicação, carinho respeito e criatividade com que Holland teve com seus alunos, um exemplo grandioso para qualquer profissional.
    No começo ele se encontrou em duvida, inúmeras vezes perguntou-se por que estava ali, mas jamais desistiu, enfrentou todos os desafios um a um, primeiro o desafio de aplicar um novo método, que é muitas vezes bem complicado, pois há muita repressão por parte da escola, dos pais, o que se torna ás vezes bem difícil, mas podemos ver que Holland venceu esse desafio, impondo-se e não desistindo nunca, o que é um exemplo maravilhoso. Outro desafio foi o de enfrenta a realidade, quando soube que seu filho era deficiente auditivo, pois ás vezes o mais difícil é cair na realidade, e assim procurar a solução para o problema, o que não é fácil, mas Holland e Iris enfrentaram e juntos venceram esse desafio imposto pela vida, outro desafio foi o de desistir de seu maior sonho que era compor, e persisti junto com seus alunos, no qual acreditava que precisavam dele, para aprendizagem não só da musica, mas para lhe ensinarem persistência, que é o que mais precisavam, ou seja, professor Holland era mais que um simples professor de musica para aqueles alunos, era ídolo, amigo e ás vezes confidente da maioria deles.
    O que mais chamou a atenção no filme foi realmente essa mudança, mudança de método de ensino, que passou de um método chato e desmotivador para um método totalmente diferente, interessante e promissor, e acredito que todo profissional deveria ter essa atitude, pois esse método chato e ultrapassado que vimos no filme, muitas vezes, está ainda em nossas salas de aulas, essa decoreba, modo chato sem questionamentos, e que só o professor tem a liberdade de expressão, e isso deveria acabar, mas para que ocorra essa mudança, deve haver atitudes como essa, de persistência, criatividade, e de se impor frente ás dificuldades que aparecer, pois atitudes assim, muitas vezes são vistas, como atitudes que não estão nas regras, e isso é o que torna tudo difícil.
    Outra coisa que percebeu-se foi o modo de inclusão a qual o professor usava, pois ele tentou de diversas maneiras inclui cada um de seus alunos de volta a sociedade, obtendo ao final êxito , pois cada um deles mudou, teve vontade de mudar, por causa da persistência, e da ajuda do professor para isso ocorrer, e isso é muito interessante, porque a maioria dos profissionais tem um grande distanciamento da vida pessoal do aluno, não se envolvendo, não sabe nem qual a realidade aluno, e essas informações seria interessante o professor saber, pois só assim ele vai saber com qual individuo está lidando e poder adéqua a cada um, um perfil diferente, referente a cada realidade.
    Enfim o filme mostra explicitamente o modelo de professor ideal para grandes mudanças que devem ocorrer dentro da escola e também fora dela, em redor do individuo a qual está direcionada a formação, a fim de formar indivíduos ativos, questionadores, críticos e com uma visão reconstruída da realidade em que vive para melhores soluções dos problemas. E o filme aponta a forma a qual um profissional deve agir em um momento de repressão á mudanças, que era o caso daquela época, mas não podemos deixar de salienta que em certas instituições ainda ocorre essa repressão a mudanças, principalmente no método de ensino.

    ResponderExcluir
  9. Acadêmico: Flávio Norenberg
    Curso: Licenciatura em pedagogia
    2º Semestre Turno:Noturno
    Disciplina: Produção Textual
    Professora: Aden Pereira

    Resenha
    Objetivo deste trabalho é analisar de forma crítica o filme Mr.Holland’s Opus, sobre o aspecto pedagógico. O filme possui a direção de Sthepen Herek; personagem principal Richard Dreyfuss (Glen Holland). Lançado no ano de 1995, distribuidora Buena Vista Picture.
    Encontra-se no filme “MEU ADORÁVEL PROFESSOR” a realidade do sistema educacional, em diversos contextos. Diante de uma situação comum, de profissionais atuarem no ramo da educação sem nunca terem se imaginados na área, até as diretrizes que são exercidas dentro de uma instituição de ensino, baseada nos fatores econômicos e não no enriquecimento do conhecimento de seus alunos.
    No caso do filme, encontramos um professor que foi apaixonando-se por sua profissão, com uma metodologia de ensino, não convencional aos métodos pedagógicos utilizados na época. Conseguiu atrair a atenção de seus alunos e de seus superiores com perspectivas bem distintas a respeito de sua postura como docente.
    Aos alunos, o professor Holland conseguiu trazer a realidade para dentro da sala de aula, atraindo a curiosidade e a atenção sobre o conhecimento que está sendo ofertado, isso faz com que o aproveitamento e entrega dos seus alunos ao estudo seja maior e prazerosa.
    Partindo deste princípio, contrariando o sistema tradicional de ensino. A aprendizagem não serve apenas como uma ferramenta disciplinadora e que produz o saber-de-cor, mas uma ferramenta fundamental para despertar o senso crítico, a criatividade e a necessidade de desenvolver-se e superar limitações. Realizando conexões entre situações e conhecimentos adquiridos, os alunos são levados a desenvolver a compreensão e a capacidade de análise.
    Observamos professores que preferem os métodos tradicionais de ensino, com a imposição do autoritarismo e da disciplina. Criando um entrave para o desenvolvimento dos alunos, por não considerá-los capazes de saber lidar com a liberdade, criatividade e senso crítico. Fica em evidência no momento que é feita a reunião com a Diretora da escola e seu conselho, com o professor Holland, demonstrando que os conceitos de como ensinar e para que ensinar? Devem constantemente ser revistos e reavaliados dentro do círculo de uma instituição de ensino.
    Interessante observar os aspectos do sistema de ensino, dos conflitos pessoais dos quais um professor está sujeito, seja no nível existencial, seja no quesito de interação e convívio com uma diversidade cultural e de idades. Demonstra com clareza o lado de maior relevância na educação, que é o acompanhamento do professor no desenvolvimento do caráter e das qualidades de seus alunos. Em vários casos o professor é a única pessoa que está consciente das potencialidades e limites dos seus alunos.

    ResponderExcluir
  10. Universidade Federal do Pampa
    Acadêmica: Laís Naiara Ferreira Alves
    Curso: Licenciatura em Pedagogia
    2ºSemestre Noturno
    Disciplina: Produção Textual
    Professora: Aden



    FILME: Mr. Holand – O Adorável Professor.
    Título Original: Mr. Holland’s Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek.


    FICHAMENTO

    Mr. Holand pergunta aos alunos se sabem algo a respeito de música.
    O professor diz para sua aluna:_ Desista! . Eu quis dizer por hoje. As aulas terminaram. Por que esta chorando? _Eu sou horrível. Treino até meus lábios incharem... _ Tem que treinar muito para aprender a tocar. _Eu só queria ser boa em alguma coisa. Minha irmã que é boa em balé arranjou uma bolsa na Julliard.
    Um professor tem duas tarefas; encher mentes jovens de conhecimentos e principalmente dar um limite a essas mentes para que o conhecimento não se perca.
    Alguém sabe a diferença entre escala Jônica e dórica? Ninguém? _ Eu só queria confirmar o fato de que não causei nenhum impacto sobre vocês nos últimos cinco meses.
    _Estou desistindo do clarinete. Só estou atrapalhando os outros. Quero agradecer-lhes por tentar me ensinar. _ Estamos fazendo errado, estamos tocando notas escritas, diz o professor.
    Responda-me uma coisa: Quando você olha no espelho do que você gosta mais? _Do meu cabelo. Por quê? _ Meu pai sempre dizia que o que o fazia se lembrar do pôr-do-sol. _Toque o pôr-do-sol, feche os olhos, não pare de tocar.
    O professor passa a usar outra metodologia para que os alunos sintam a música, fazendo com que toquem rock roll. Assim a partir do que gostam de ouvir possam conseguir internalizar o sentido que a música traz.
    Um garoto chamado Louis que não sabia tocar nenhum instrumento musical, o professor Holand ficou responsável por ensiná-lo em troca o professor de Ed. Física ensinaria os alunos do adorável professor a marchar.
    O professor pergunta para a aluna Morgan: o que acha que sente ao escutar a música que está cantando? _Não sei ela diz. _Tem de saber, se não, não pode cantar. Esta música é triste Srta. Morgam.
    O professor pergunta para Morgam para qual faculdade irá depois que sair do colégio. Ela diz que seu pai tem um restaurante e que o desejo dele é que ela trabalhasse com ele. Ele o questiona se o desejo dela é o mesmo, ela diz que não, que seu desejo é cantar e que não há outra coisa. Então ele incentiva ela ir para New York para realizar seu sonho.
    Em uma conversa com seu filho, Mr. Holand diz que John Lennon foi assassinado, falando que era um músico, mais que seu filho deixasse para lá, pois não compreendia. Seu filho logo responde acha que Lennon não significava nada para mim? não sou idiota! _ Sei quem é Lennon, sei o que é música. Mas você não me ajuda a conhecê-la melhor. Prefere ensinar a outras pessoas do que a mim.

    ResponderExcluir
  11. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA
    CURSO DE PEDAGOGIA


    DISCIPLINA: Leitura e produção textual
    PROFESSORA: Aden Rodrigues Pereira
    ACADÊMICO: José Carlos Vieira Martins
    CAMPUS: Jaguarão-RS


    Apreciação crítica

    ADORÁVEL PROFESSOR (MR. HOLLAND). Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek.

    No filme Adorável Professor á duas linhas de raciocínio, tais como:
    Primeiro podemos observar que assim como na vida real o filme mostra que algumas escolas resistem em ofertar aos alunos algumas disciplinas, que mesmo parecendo insignificantes, muitas vezes despertam interesse dos mesmos, como foi o caso da música, que após ser conhecida, despertou curiosidade destes.
    Quando o desconhecido não é colocado á prova passa despercebido pelo interesse dos alunos. Alias, é assim que são descobertos os caminhos para traçar o futuro, embora, não se deva perder o foco do presente.
    A segunda linha de raciocínio, nos leva para a trajetória de um profissional que vem cheia de obstáculos, assim,quando: o músico que até então nunca tinha lecionado em uma escola, mesmo não perdendo o foco do objetivo, ou seja,ensinar música; a total falta de conhecimento e interesse pela música de todos os alunos; a notícia da gravidez da esposa; a descoberta dos 10% de audição de seu filho; o assédio da bonita jovem; o autoritarismo dos dirigentes da escola e a sua demissão para cortar custos.
    Podemos observar que, obstáculos não faltaram para o professor desistir, não só no começo, como em toda sua trajetória de educador. Devemos observar que assim como no filme, no nosso dia-a-dia, fatos semelhantes acontecem, porém, um educador deve estar preparado para enfrentar-los.
    Como a ficção e a vida real andam lado a lado, é preciso refletir e rever alguns conceitos com relação a arte e a cultura. No caso dos alunos do filme, não despertavam interesses pela música clássica, alias, não se interessavam nem mesmo por outras músicas, isso acontecia, pelo fato de que nunca alguém os havia despertado para tais hábitos culturais.
    As escolas deveriam acima de tudo, mostrar á seus alunos que o ensino e a troca de experiências, entre diferentes culturas e identidades de um grupo, trarão resultados positivos.
    Sendo o professor o instrumento pelo qual o saber chegará até o aluno, muitas vezes a sociedade não o valoriza e cobra um alto preço pelo seu desempenho.
    Traçando um paralelo do Filme Adorável Professor e a vida real, podemos observar que são estreitas as diferenças. O professor precisa conhecer e ter acesso a outros métodos de ensino, para que a magia do aprender contamine e permaneça nos alunos. Mesmo assim, precisa enfrentar as dificuldades que surgirão em sua vida particular, não deixando que estas cheguem até a sala de aula.
    Quando o ensinar por profissão toma o lugar do ensinar por prazer e objetivos, leva a um caminho difícil de ser percorrido, pois o interesse do aluno em saber, passa a disputar uma corrida pela nota de aprovação, o que muitas vezes para o sociedade é o que interessa.

    ResponderExcluir
  12. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA
    CURSO: Licenciatura em Pedagogia
    DISCIPLINA: Leitura e Produção Textual
    PROFESSORA: Aden Rodrigues
    ACADEMICA: Letícia Ferreira Porto
    Título Original: Mr. Holland’s Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek.
    Apreciação crítica

    O filme mostra os desafios de ser professor, assim como as dificuldades enfrentadas pelos educadores no processo de ensino, assim como a rejeição dos alunos a coisas novas e desconhecidas. Mr. Holland e um professor jovem que demonstra toda a ansiedade de um professor em começo de carreira. Ele iniciou sua carreira com um pouco de resistência de mostrando que seu único objetivo em estar em uma sala de aula era o de passar os seus conhecimentos musicais e o de ganhar dinheiro. Ele começou a ensinar musica em uma escola por ter necessidades financeiras e desejava com isso encontrar tempo para compor suas canções.
    Como Mr. Holland muitos de nossos educadores escolhem seguir essa carreira por motivos financeiros. Ser professor significa apenas ter uma profissão para suprir suas necessidades financeiras, com isso temos profissionais desmotivados e sem nenhum objetivo em relação aos alunos. Os professores tornam-se apáticos, fazendo com quer os alunos não sintam interesse em freqüentar as aulas por causa da monotonia de seus educadores que se propõe apenas a ensinar o básico.
    A falta de interesse dos alunos e visível no começo do filme. Eles demonstram pouco conhecimento sobre o assunto. Com a dificuldade de passar sua proposta de trabalho para seus alunos Mr. Holland começa a modifica seu modo de ensinar. Os planos de abandonar a sala de aula e tornar-se compositor aos pouco vão ficando de lado. Mr. Holland descobre que sua esposa esta grávida e se vê em um dilema, o sonho de ser um musico vezes a necessidade de ter dinheiro para prover sua família.
    Com o passar do tempo Mr. Holland torna-se um professor diferenciado, ele acaba se envolvendo com as dificuldades de seus alunos e tenta ajudar eles a superarem certas limitações através de incentivos, muito trabalho e disciplina. O professor passa a enxergar as diferenças e limitações entre cada aluno, passando a ajudá-los a superar essas limitações.
    Vários de seus alunos poderiam ser citados como modelo de persistência e superação, mais dois merece destaques. A primeira é uma aluna que se vê pressionado pela cobrança da família que deseja ver nela qualidades. Mr. Holland ajuda essa moça a superar suas limitações e sua falta de autoconfiança, criando alternativas para que ela possa transpor as dificuldades para finalmente atingir seus objetivos. O outro aluno a ser citado é um modelo de coragem e superação. Ele era um garoto que não tinha nem um talento musical, mais por necessidade e com bastante esforço e trabalho duro conseguir superar suas dificuldades, aprendendo a tocar tambor, mostrando para seus colegas e professores que com disciplina, apoio e determinação tudo é possível de ser alcançado.

    ResponderExcluir
  13. ...Durante o decorrer do filme passam-se fazes mudanças no mundo, entre essas mudanças esta a guerra do Vietnã, que fez milhares de vitimas, entre essas vitimas estava o aluno de que Mr. Holland havia ensinado a tocar tambor. Mr. Holland busca com o passar dos anos dar sentido a sua profissão, ele demonstra claramente que a influência de um educador na vida de um aluno pode ser muito forte e gerar frutos permanentes.
    Mr. Holland buscava sua motivação, através da interação com seus alunos, através de atividades educativas, como por exemplo, participando de vários shows. Outra das muitas dificuldades encontradas pelo professor ao longo de sua vida foi descobrir que seu filho tinha problemas auditivos, disponibilizando de apenas dez por cento de audição.
    O Professor se depara com uma situação que vai além do seu entendimento, que é o de ter um filho portador de deficiência, um filho surdo. O preconceito e a decepção em relação ao menino por parte do pai são visíveis no decorrer do filme. Com o passar dos anos e com o garoto já crescido e cobrando a atenção do pai, Mr. Holland se vê batendo de frente com o filho e com isto superando seus medos e anseios e acaba aceitando e aprendendo a conviver com as limitações do filho.
    Mr. Holland faz uma homenagem com uma musica de sua autoria para o filho. O filme conta também o inicio da educação do filho de Mr. Holland e o esforço da esposa do professor em ajudar o filho nesta difícil trajetória. Aos pouco Mr. Holland começa a perceber que a maior limitação do filho era vencer a distância que havia entre eles. A educação de crianças com deficiência era muito negligenciada, os pais eram desmotivados a intervir na situação dos filhos muitas vezes pelos próprios especialistas. Crianças surdas e mudas muitas vezes eram tratadas como incapazes de aprender e de se relacionar com outras pessoas, eram consideradas retardadas. A linguagem de sinais também sofreu bastante preconceito e resistência tanto por parte dos pais quanto por parte dos especialistas, que dizia que a linguagem de sinais tornava a criança preguiçosa e ela não conseguia com isso aprender a falar.
    Esse tipo de preconceito em relação aos deficientes ainda existe infelizmente e para vergonha das gerações que se denominam globalizadas é muito forte entre educadores e pais, os especialistas por sua vez evoluíram com o passar dos anos e são eles nos dias atuais que incentivam os tratamentos e os estímulos a crianças com dificuldades.
    Outra das dificuldades enfrenta por Mr. Holland no filme foi ter de superar sua frustração em não ter se tornado compositor e vencer a tentação de se envolver com uma aluna. Dificuldades que ele conseguiu superar.

    ResponderExcluir
  14. ...Com o passar dos anos a escola muda como tudo na vida. A disciplina que tinha passado a ser vista como algo essencial para a escola e seus alunos, perde seu lugar na escola. Pela falta de verbas e a necessidade de cortar despesas o diretor da escola se vê obrigado a cortar a disciplina de musica do currículo da escola deixando assim Mr. Holland desempregado, depois de trinta anos de carreira e sessenta anos de idade. Mr. Holland se vê em um dilema. Ele não é mais aquele professor assustado do inicio que o que mais desejava era se ver livre de seus alunos e da sala de aula. Ele é agora um professor de sessenta anos aproximadamente que o que mais deseja e ficar e continuar ensinando sua musica.
    O final do filme mostra a influência que o professor teve na vida de muito de seus alunos e a gratidão e respeito que muitos desses alunos guardaram em relação a ele. Mr. Holland e surpreendido com uma homenagem feita por seus alunos, e em especial pela aluna que foi seu primeiro desafio ao longo da carreira, que com o passar dos anos tornou-se governadora de estado. Na apresentação estavam presentes muitos dos protagonistas que fizeram parte da longa carreira de Mr. Holland. Mr. Holland sempre quis compor uma melodia êxito que ele não havia alcançado. O que ele nunca havia se dado conta ate aquela fase de sua vida e que a sua maior composição tinha sido fazer parte da vida e ter ajudado na construção do caráter de cada um dos alunos e alunas que tinham passado por suas mãos ao longo dos anos.
    O filme mostra uma grande lição. Ser professora significa ser bem mais que o básico, ser professo é ser capaz de se adaptar e mudar a todo instante. É perceber no nada o tudo que alguém pode vir a ser. Um bom professor se recicla o tempo todo, pois o tempo e as ideologias mudam com o passar dos anos. Os alunos não são os mesmos com o passar do tempo com isso, não é possível ensinar com uma cartilha de baixo do braço ignorando as mudanças do mundo.
    Manter um aluno envolvido com as atividades dentro da sala de aula por muito tempo é uma tarefa bem difícil, principalmente quando se tem que competir com a tecnologia e com a falta de estrutura das salas de aulas. Se professor nos dias de hoje é ser malabarista, equilibrista, palhaço e tudo mais que existe de diferente e versátil nos palcos da vida. Ajudar a construir o caráter de outro ser humano é algo de estrema importância e deveria ser bem mais valorizado.

    ResponderExcluir
  15. Acadêmica: Williane R. Nunes
    Curso: Pedagogia
    Disciplina: Leitura e Produção Textual
    Professora: Aden Pereira

    Resenha
    No filme Adorável Professor um músico profissional se vê obrigado por necessidades financeiras a ter que lecionar em uma escola pública.
    No meu ponto de vista, o filme mostra que mesmo apenas por um motivo financeiro um músico se torna professor e acaba se encontrando para o resto de sua vida em uma profissão que nunca imaginaria.
    Em um primeiro momento ele não se importava muito com seus alunos se aprendia ou não, mas quando ele parou e observou que nem ele e nem a turma estavam tendo um crescimento produtivo, resolveu ter outra postura.
    Com essa nova postura ele inseriu o Rock and Roll, apresentando uma relação entre o Rock e a música clássica. O que chamou a atenção dos alunos de uma forma positiva, pois com essa relação eles aprendiam mais rápido. O único problema que ocorreu foi que a direção da escola não aceitou muito bem inserir Rock em sala de aula.
    Logo depois o professor demonstrou grande preocupação com as dificuldades de seus alunos, e os ajudou a superar as suas deficiências, mostrando que com muita dedicação mesmo que não tem um talento natural, por assim dizer, pode alcançar seus objetivos.
    Uma parte importante foi a dificuldade do professor em lidar com a deficiência de seu filho, e que só depois de muito tempo ele começou a compreendê-lo, e consequentemente terem uma relação entre pai e filho.
    O grande ponto deste filme é que o professor se tornou adorável para seus alunos, pois se dedicou a eles de verdade, ensinando-os que são capazes de vencer seus maiores desafios e vencer seus sonhos. Mostrou que o verdadeiro professor não deve somente se preocupar em ensinar conteúdos, e sim se tornar um educador, conciliando os conteúdos escolares com a melhoria da qualidade de vida de seus alunos.

    ResponderExcluir
  16. Disciplina: Leitura e Produção Textual
    Professora: Aden Rodrigues Pereira
    Acadêmicos: Thiago Soares Rodrigues

    Título Original: Mr. Holland’s Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek.

    Apreciação crítica

    O Filme adorável Professor, apesar de ser um filme de 1995, resgata temas e ideologias atuais como inclusão social e metodologias de ensino, no entanto, ao mesmo tempo em que são atuais enfrentam resistência principalmente quando se trata de educação, sala de aula e pessoas quando se imagina, numa visão romântica, que é fácil de elaborar e de aplicar novas metodologias de ensino, embora sejam corretas e necessárias para despertar interesse de alunos e aprovação de professores antigos que utilizam métodos tradicionais que não funcionam mais.
    A educação como um todo é muito complexa por se tratar de uma Ciência Humana não tem exatidão e estamos sempre lidando com indivíduos que tem suas dificuldades particulares e ainda enfrentam tantos outros problemas diários que a própria sociedade lhes impõe, como renda baixa e difícil acesso a serviços sociais do governo. Deve-se levar em consideração o meio social ao qual se está inserido para analisar as dificuldades que esse meio oferece e também os caminhos positivos deste mesmo meio social.
    Quando se trata de problemáticas ligadas a seres humanos e convívio social sempre será um tema delicado e bastante variável de pessoa para pessoa e de situação para situação, pois as pessoas sofrem influência do meio em que vivem de maneira geral. A capacidade que o professor do filme demonstra em abordar cada aluno levando em conta suas dificuldades particulares e tentando modificar suas atitudes para renderem melhor, transmite a importância social que um professor tem.

    “Ao mesmo tempo em que o ser humano transforma seu meio para entender suas necessidades básicas transforma-se a si mesmo. Ou seja, o homem modifica o ambiente através do seu próprio comportamento e essa modificação vai influenciar seu comportamento futuro”. (OLIVEIRA, 1993).

    Ao longo de todo filme fica explícito as dificuldades que um professor tem ao lidar com variadas situações tanto de cunho profissional quanto pessoais e isso vai se mesclando com suas atividades dentro da escola, no convívio junto a seus alunos e demais professores da escola. O professor tem que se relacionar com o ambiente ao qual está envolvido, ou seja, um bom professor tem que ter comprometimento, acima de tudo com seus alunos, para desenvolver um trabalho agradável e prazeroso tanto para ele quanto para os alunos rendendo resultados positivos mais adiante.

    “Ao dar-se conta das diversas relações causa-efeito, a pessoa desenvolve a capacidade de efetuar previsões acerca dos diversos acontecimentos físicos e sociais, ajudando-o a tomar as decisões adequadas. Trata-se do modelo positivista, muito presente nas ciências empírico - analíticas, onde se desenvolvem regras de aplicação das teorias à realidade”. (MEZIROW, J. 1991).

    ResponderExcluir
  17. O fator social tem que ser sempre levado em consideração na educação, pois, sem analisar o meio social ao qual se está inserido, tanto dos professores quanto dos alunos não existe possibilidade de tentar fazer uma inclusão social. Devem-se analisar as dificuldades encontradas no meio social e a partir delas começar uma abordagem especifica para que não existam resistência e rejeição e mesmo que elas existam se a abordagem for de uma maneira suave sem imposições será possível reverter e obter êxito não causando traumas nos indivíduos, que neste caso são professores e alunos.
    Outra problemática abordada no decorrer do longa metragem são as metodologias de ensino, neste filme em especial ficou bem claro que os métodos utilizados pelo professor eram inovadores para época em que se passa o filme, e causavam estranheza por parte de seus colegas e superiores e até mesmo seus alunos no início acharam estranhos seus métodos de ensino, levando em consideração que o professor do filme não tinha formação especifica de professor, na verdade era musico profissional. É muito comum, inclusive nos dias de hoje, encontrarmos resistência de professores antigos quando se tenta uma abordagem de ensino que foge as regras tradicionais das escolas, porem, são maneiras inovadoras que muitas vezes modificam o comportamento de alunos e tornam as aulas atrativas até mesmo para aqueles mais problemáticos que acabam passando de ano e o mais importante, aprendendo e entendendo o que o educador transmite.
    Nos dias de hoje não cabe mais se submeter a regras antigas e métodos ultrapassados, a importância do dialogo entre professores, reuniões para traçar novas abordagens, aproximar as famílias das escolas para discutir os problemas dos alunos e também para incentivar quando estes vãos bem estão se tornando métodos importantíssimos nos departamentos de ensino.
    O novo modelo de direção, gestão e administração das escolas (decreto-lei 115-A/98) aponta para novas estruturas na organização escolar, estruturas essas que já haviam sido preconizadas no modelo e gestão 172/91 que nunca se chegou a generalizar à globalidade das escolas. Destas novas estruturas, destacam-se os departamentos curriculares, onde os diversos grupos disciplinares se agrupam por áreas departamentais. Isto cria uma nova lógica, possibilitando o desenvolvimento de uma cultura mais colaborativa entre os professores, criando as bases para o estabelecimento de um diálogo mais profícuo entre os diversos saberes disciplinares. Esta cultura de interajuda é crucial, pois "as desejáveis mudanças de atitudes e práticas pedagógicas dos professores necessitam de um contexto de interajuda e de apoio entre os diferentes parceiros de formação." (OLIVEIRA, 1997).
    Levando em consideração o contexto social em que o individuo está inserido e melhorando a relação professor-aluno de maneira que tanto professores quanto alunos se comprometam com suas atividades é possível que aja um envolvimento maior facilitando a aprendizagem e despertando interesse das partes envolvidas, dessa maneira é possível utilizar métodos de ensino pouco tradicionais, porém, inovadores e com resultados significativos onde professor e aluno trabalham em harmonia, possibilitando ao educador transmitir melhor o conhecimento e ao aluno maior receptividade e menos resistência a novas metodologias de ensino que futuramente ficaram inseridas no contexto social se tornando pratica comum do cotidiano desses alunos e professores.

    ResponderExcluir
  18. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA
    Campus - Jaguarão


    Curso: Licenciatura em Pedagogia
    Docente: Aden Rodrigues Pereira
    Acadêmica: Lígia Porciúncula
    Disciplina: Leitura e Produção textual


    Resenha de Filme: “Adorável Professor”

    Informações Técnicas: Filme: “Adorável professor”, Título Original: Mr. Holland’s Opus, Gênero: Drama. Duração: 143 minutos, Duração: 143 minutos, Ano de
    Lançamento: 1995, País de origem: (EUA)

    As práticas pedagógicas Mr. Rolland deveriam sofrer transformações imediatas, para que ele passasse a ter credibilidade com todos a sua volta, para ser um bom professor o sujeito tem ‘sim’, que impor regras, limites, mostrar que exerce poder perante as pessoas, mas ao mesmo tempo ter carisma e desenvolver práticas pedagógicas que cativem seus alunos, mudar sua metodologia de ensino, quando a forma tradicional não der bons resultados.
    A esposa do personagem central dá luz ao seu filho, que é especial (DA). Neste momento fica decepcionado imaginando que seu filho nunca aprenderá música como para a inclusão do seu filho mesmo com dificuldades em aceitar a situação começa a participar das aulas de libras (línguas de sinais para deficientes auditivos).
    Rolland no decorrer do tempo, muda sua metodologia de ensino, mostrando-se um professor mais flexível, carismático e democrático, questionando e aceitando opiniões dos seus alunos, sobre as praticas pedagógicas nas suas aulas como, por exemplo; que ritmos de músicas deveriam desenvolver, Obtendo retornos O Filme do Diretor Herek Stephen, retrata a vida de um músico compositor que precisando juntar algum dinheiro para que no futuro possa se sustentar enquanto compõe por esse motivo o personagem acaba aceitando o desafio de ensinar música em uma escola tradicional nos EUA, o professor não teve o magistério como primeira opção na sua formação, mas sim como componente de seu currículo.
    Ao ingressar na escola Kennedy para lecionar, fez questão de evidenciar seus conhecimentos técnicos, deixando claro que este era seu propósito junto aos alunos, “ensinar música,” a partir disso a turma sentiu-se desestimulada, pela forma autoritária e tradicional que o professor Holland demonstrou na sua primeira aula, sem dar abertura para que seus alunos pudessem expressar sua melhor forma de aprender, da maneira que se apresentou acabou inibindo os alunos mais introvertidos, diminuindo suas capacidades de participação e aprendizado.
    Ao voltar para casa, triste e contrariado por exercer uma profissão que não lhe dava prazer, sua esposa lhe deu a notícia que estava grávida. (Durante o filme acontecem interferências na vida pessoal com a profissional do personagem e vice-versa). Rolland ficou decepcionado, em conseqüência disso acabou levando sua mulher a ter uma crise de choro, arrependido contornou a situação contando-lhe experiências vividas por ele no passado que a confortaram. No momento que foi intolerante com a esposa sentiu que sua vida profissional estava interferindo na pessoal. A partir desses acontecimentos na vida do Mr. Rolland, ficou clara sua falta de sensibilidade para administrar sua família e a turma de música da escola Kennedy, sua forma de ensinar deveria sofrer satisfatórios em relação a sua turma e em troca sendo cordial e amigável com todos seus alunos.

    ResponderExcluir
  19. O professor sente-se estimulado a ponto de montar uma banda de música na escola, com recitais clássicos e apresentação especial para seu filho, descobrindo que a música chega de uma forma especial aos surdos que sentem as notas musicais por vibração. O tempo passa e o professor torna-se respeitado e querido por todos, apesar disto, por contensão de despesas a disciplina de música foi cortada do currículo e o professor demitido da escola. Muito decepcionado, Mr.Rolland conta com apoio da sua esposa e filho para juntar seus pertences da escola, entretanto antes de sair do local sua família leva-o até o auditório da escola que estava lotado de pessoas para homenageá-lo. No palco pessoas com partituras esperando o maestro uma das suas primeiras alunas já adulta, senadora do estado pega o microfone e o convida para reger a orquestra, Rolland e os demais emocionadíssimos, naquele momento desenvolvem a sinfonia que ele compôs durante todos aqueles anos.
    Uma simples mudança de metodologia de ensino, com maior democracia e focada nas características de cada indivíduo, pode alcançar resultados surpreendentes para o educador, fazendo com que se melhore o aprendizado, estimule-se e aproximem-se os alunos da escola e do profissional da educação. Mas, para obter esse resultado é necessária a sensibilidade do professor para perceber as características de cada aluno que ele deseja atingir.

    ResponderExcluir
  20. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA – UNIPAMPA (CAMPOS JAGUARÃO)
    CURSO DE PEDAGOGIA TURMA 21
    DISCIPLINA LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL
    PROFESSORA: MS. ADEN RODRIGUES PEREIRA
    ACADEMICO: VOLMIR NUNES

    ADORÁVEL PROFESSOR

    Título Original: Mr. Holland’s Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek; Personagem principal: Richard Dreyfuss (Glen Holland).


    RESENHA


    O filme Adorável Professor, que apresenta como personagem principal o professor Glennd Holland que era um musico profissional, personagem este que num primeiro momento só queria o emprego de professor para poder melhorar sua condição financeira para poder se dedicar a compor suas musicas. O filme retrata o começo titubeante do professor que não tinha o menor jeito para lidar com uma classe de alunos.
    As dificuldades do professor estão relacionadas com sua falta de aptidão para lecionar isso acaba criando uma dificuldade a mais para seu desempenho, além disso, o desinteresse dos alunos pela disciplina aliado a dificuldade em dominar os instrumentos completava o quadro desfavorável para um bom desenvolvimento da disciplina, esse desencontro proporcionava aulas desinteressantes e inócuas para o aprendizado dos clássicos musicais.
    O personagem apreende no dia a dia como desenvolver suas aulas, estabelecendo relações com seus alunos, desenvolvendo métodos de ensino que venham a reforçar seus aprendizados, a forma conservadora que a escola adotava era um desafiador a mais para quem se deseja adotar formas novas de lecionar, esse formato conservador da escola contribuía para manter um distanciamento entre alunos e professores.
    A partir desse quadro que se apresenta podemos a vir a destacar um aspecto importante, que é o fato do personagem não ter se acomodado perante as dificuldades que se apresentaram a ele, procurou superar suas dificuldades no âmbito escolar dedicando-se mais a seus alunos. Buscando meios para que eles se motivassem para o estudo do conteúdo, para tanto se utilizou de métodos como reforço para que os objetivos fossem alcançados, procurou estabelecer conexões que permitissem seus alunos ter um interesse maior pela disciplina, fato esse que proporcionou não só um maior interesse pelos conteúdos trabalhados como ajudou a ter uma melhor relação com os alunos.

    ResponderExcluir
  21. Um aspecto importante que merece atenção é a relação que o personagem tem cm seu filho deficiente auditivo a dificuldade de comunicação com mesmo, e a busca de uma escola que pode-se ajudar o mesmo a se desenvolver. Este ponto nos leva a uma reflexão de como as pessoas com deficiência tem caminhos mais árduos a percorrer, pois grande parte das instituições de ensino não esta preparada para receber alunos que necessitem de cuidados especiais, e a inclusão dos mesmos fica prejudicada. “Vale ressaltar que a finalidade da inclusão é que todas as pessoas com necessidades especiais busquem seu desenvolvimento para poder exercer sua cidadania” (Assunção, Simonini p.01).
    O filme “Adorável Professor” permite que se faça uma reflexão, num primeiro momento sobre as escolas, pois muitas com seu conteúdo conservador acabam se tornado um obstáculo a mais para que professores desenvolvam seus conteúdos. Num segundo momento de que modo um professor deve atuar perante seus alunos, se perante as dificuldades apresentadas ele desiste ou se como o personagem ele vai atrás busca alternativas para superar obstáculos não se deixa acomodar pelo sistema.

    Referências:
    ASSUNÇÃO, Talita Borges de. SIMONINI, Giselda Costa da Silva. Crianças com Deficiência Auditiva na Escola Regular: Ensino Infantil. 2009 Disponível em www.pedagogia.com.br/EducacaoInclusiva consultado em 01/01/2012

    ResponderExcluir
  22. Universidade Federal do Pampa
    Faculdade de Licenciatura em Pedagogia
    Disciplina: Leitura e Produção Textual
    Docente: Aden Pereira
    Acadêmica:Maria Adelaide Holmes Goulart
    2° Semestre

    Resenha

    ADORÁVEL PROFESSOR (MR. HOLLAND). Opus; Gênero: Drama;Duração:140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek.

    O filme Adorável Professor conta a estória de um músico que aceita o emprego de professor na Escola John Kennedy, uma escola pública dos Estados Unidos e retrata muito bem todas as alegrias e dificuldades de quem atua na sala de aula, a importância da escola para a sociedade e principalmente a influência do docente na aprendizagem e na vida dos alunos.
    Mister Holland ao aceitar o emprego para melhorar suas finanças e ter mais tempo para compor, que é seu maior desejo,desconhece o quanto de horas um profissional dedica para ensinar.
    Em sua primeira aula, ele percebe que os alunos não participam e lhes pede que abram o livro para lerem os conceitos que ali estão, seguindo o modelo de ensino tradicional em que o professor transmite um conhecimento pronto e acabado.
    Na sala de instrumentos, após ouvir os alunos, ele diz “...estava bom...” e com isso , mesmo todos sabendo que estava horrível, não desmereceu o esforço de cada um e ficou sabendo qual o conhecimento de sua classe sobre a disciplina, realizando assim uma sondagem e um diagnóstico que faz a diferença na hora de ensinar pois para entendermos o que é ensinado é necessário um conhecimento prévio, como base.
    Em casa, Mister Holland conta à esposa que fez com que “...32 garotos dormissem de olhos abertos” e que “...quando estava no colégio queria estar em outro lugar...” Essas falas mostram que as aulas da maneira como estavam sendo administradas não atraiam os alunos o que não difere da maioria das que estão sendo administradas atualmente.
    Na continuação, o professor propõe à Gertrudes, uma aluna com dificuldades para tocar seu instrumento, que compareça meia hora antes para que ele possa auxiliá-la melhor e percebe que esta tem necessidade de ser especial em alguma coisa porque a família toda se destaca em alguma atividade. Há nessa situação, um exemplo de que todo aluno traz de casa, a sua vivência, as suas emoções, suas aspirações, seus temores , seu desejo de ser notado e respeitado e de assumir um papel social no mundo em que vive.
    O filme mostra as aulas entediadas em que o professor com auxílio do livro expõe o que nele diz, na qual as horas parecem longas, tornando a tarefa cansativa para todos, alunos e professor.
    Ao corrigir as provas que registram notas baixas, o mestre fica desanimado e bravo. Esta cena mostra as horas fora do ambiente escolar que o trabalho de professor exige, o desânimo, o desencanto e a decepção de não ter ensinado. O foco nas letras das músicas lembra que ele havia optado por esta profissão para ter tempo para compor. Na sequência, ao chegar em aula, ele expõe oralmente as respostas erradas dos alunos, citando o nome individual de cada fazendo observações negativas e algumas até mesmo malvadas, inferiorizando e expondo o aluno ao ridículo na frente dos demais, o que ninguém gosta e faz com que a imagem do professor seja diminuída como educador, pois deve haver uma cumplicidade entre eles que os leve a construir juntos o conhecimento. Ao revisar as “...perguntas uma por uma até que acertarem todas...” exige uma memorização desnecessária de conteúdos que não produzirão aprendizagem e que serão esquecidos rapidamente.
    Em outra cena, ele se depara com Gertrudes que, embora pratique durante horas, não consegue melhorar seu desempenho. É visível a preocupação deste com os sentimentos do aluno e é importante que o professor esteja atento ao que acontece com o discente porque as condições físicas, mentais e psicológicas interferem na aprendizagem e o aluno quando não consegue aprender desiste e julga-se incapaz o que torna mais difícil aprender.

    ResponderExcluir
  23. Quando a diretora da escola o encontra no corredor e diz:”Um professor tem duas tarefas: encher as mentes jovens de conhecimentos mas principalmente direcionar essas mentes para que o conhecimento não seja perdido...” e o alerta para a segunda tarefa, está chamando-lhe a atenção par o que ela considera fundamental: que os alunos estão esquecendo , não aplicando o que aprendem. Esse fato o deixa, num primeiro instante, chateado e desmotivado e ele afirma para a esposa que odeia lecionar e que não sabe o que fazer pois os alunos ficam sentados olhando para ele com total desinteresse, mas ao mesmo tempo o faz refletir. Essa reflexão o leva a pensar em novas métodos de ensinar, mostrando assim, este filme, a necessidade de o professor fazer uma avaliação diária do seu trabalho, pensando sobre o que deu certo e o que não deu para que não se repitam sempre os mesmos erros.
    Ao descobrir que sua esposa está grávida, ele compra uma casa e sabe que levará mais tempo como professor, do que o anteriormente programado pois novas despesas surgirão.
    Empolgado com a gravidez, ele se motiva e num diálogo com os alunos pergunta por suas preferências musicais, toca uma das músicas citadas e a compara com um compositor famoso o que desperta o interesse de todos. A aula fica alegre, participativa e todos sabem do que ele está falando, exemplificando nesta cena o sentido de ensinar usando temas, objetos, coisas do cotidiano do aluno.
    Gertrudes ao desistir de tocar seu instrumento musical transmite a ideia de fracasso, de desistência e uma sensação de que não é capaz , muito comum até os dias de hoje nas salas de aula, mas o professor diz que estão fazendo as coisas erradas, que ela sabe de cor a letra, pergunta o que mais ela aprecia em si e ao responder que são os cabelos que são da cor do arco-íris, ele pede que “toque o arco-íris” e ao não conseguir, diz que faça isso de olhos fechados. Essa técnica consegue atingir o objetivo que há tempos vinha sendo trabalhado de maneira maçante, repetitiva, chata e improdutiva. O destaque maior nessa cena é para uma certeza: o aluno deve ser motivado para gostar do que está sendo ensinado porque aprende muito mais rápido.
    O professor quando começa a trabalhar como instrutor numa autoescola exemplifica muitos profissionais da área que assumem diversas funções e/ou aumentam sua carga horária para aumentar seu salário.
    O nascimento do filho é um grande acontecimento na família e o torna mais sensível para lidar com os alunos.
    O vice-diretor queixa-se do Rock In Roll alegando que é um indício de indisciplina e a diretora, numa conversa com Glenn, pergunta a ele o que dizer na reunião com o Conselho de Educação quando estes indagarem sobre as músicas? O professor fala que ”...eu leciono música e que vou utilizar tudo[...]se achar que vai ajudar os meus alunos a amarem a música.” e não mais o incomodaram por esse motivo. Na mesma reunião a diretora pede á ele que forme uma banda marcial. Essa postura do professor é um alerta para aqueles profissionais que deixam de cumprir sua missão para cumprir leis e é também um incentivo àqueles que quebram regras para fazer uma educação responsável, produtiva e inovadora.
    Ao tentar ensaiar a banda, ele recebe auxílio do professor de Educação Física que ao observá-lo, vê que este não sabe como ensaiar um pelotão , requisito de apresentação para bandas, e se prontifica a ajudá-lo em troca de um favor: este deverá ensinar um aluno destaque em atividades físicas que tem dificuldades nas demais disciplinas a tocar um instrumento musical, o que será um grande desafio para o professor. A situação lembra que existem diferenças nas salas de aula, alguns aprendem mais rápido, outros nem tanto.

    ResponderExcluir
  24. O aluno Louis Russ é muito esforçado e dedicado mas tem muita dificuldade em acompanhar o ritmo e quando o treinador pergunta ao seu colega e amigo Glenn como ele está se saindo e este responde que não está progredindo, o professor de Educação Física fala “...então você é um péssimo professor,,,” o que o leva a empregar múltiplas maneiras para fazer com que o aluno aprenda: usa as mãos, segura os pés, bate no capacete na cabeça do menino...tudo isso num esforço sem cansaço até que o parabeniza na frente de toda a turma quando este toca o instrumento sem errar concordando Maria Montessori, educadora revolucionária que afirmava e provava: “Se alguém não aprendeu é porque ninguém soube ensinar”. 
    No desfile para o público, todos fazem uma excelente apresentação e com grande alegria, pois o querido professor os tinha feito gostar da música, demonstrando assim a influência da escola na comunidade e na família que fica orgulhosa de seus filhos. Segundo Freinet em suas invariantes pedagógicas :“Não são a observação, a explicação e a demonstração - processos essenciais da escola - as únicas vias normais de aquisição de conhecimento, mas a experiência tateante,que é uma conduta natural e universal.”
    Neste mesmo desfile, sua esposa descobre que o filho tem problemas de audição.
    O médico que trata Colle detecta uma perda de audição de 90% e os aconselha a não deixar o filho se comunicar por sinais. Nesse contexto, o pai afasta-se do filho.
    Na sala de aula, o professor conta aos alunos a estória de Beethoven, um músico que ficou surdo e continuou compondo cerrando as patas de seu piano e o fez pela vibração das notas musicais produzidas pelo instrumento no solo . As lágrimas correram-lhe pela face numa demonstração de tristeza por ter um filho que não poderia apreciar a música por ter nascido com somente 10 % de audição.
    As cenas de Guerras, de assassinatos, o homem na lua, os hippies deixam claro que os acontecimentos do mundo interferem e influenciam os alunos e os professores e acabam refletindo dentro dela e transformando a escola que não é um lugar a parte, pois está inserida no mundo globalizado e é formado de pessoas que vivem , convivem e até mesmo participam dos fatos.
    Ao visitar o pai na escola, Colle imita o mestre que está regendo e quando a música para, ele segue movendo as mãos o que entristece o professor.
    A mãe, após horas de dedicação ao exercícios que fariam o filho falar, se desespera por não conseguir comunicar-se com ele e procura uma escola que ensina língua de sinais.
    Na visita à escola, eles veem crianças se comunicando através de sinais num claro entendimento entre eles. A mãe insiste que esta é a escola que procura.
    Durante a guerra, Louis Russ, falece e no seu enterro, o professor comparece junto com um aluno que assistia as aulas drogado e lhe conta que, aquele que estava sendo enterrado, era menos inteligente, mas era esforçado e era um desperdício o que aconteceu.
    Com a aposentadoria da diretora, o vice-diretor assume o cargo e a escola se transforma frente a essa nova direção e aos acontecimentos tais como renúncia do presidente do país, a crise do petróleo, II Guerra Mundial.

    ResponderExcluir
  25. Em 1980, para angariar fundos para a escola, acontece um evento que envolve a todos. Um dos fatos é o professor de Educação Física ensinando seus alunos, jogadores corpulentos a dançar, o que causa admiração até mesmo em seus colegas de trabalho. Este explica que fez o curso de dança porque era uma exigência do trabalho. Propicia-se aqui um debate no qual , não nos deteremos, os cursos que os profissionais de educação realizam hoje, se o realizam, são programadas pelo governo que é responsável pela educação no País? São motivados a fazê-los? É uma exigência?Qual o tempo destinado a eles?
    Nos ensaios para a apresentação anual, Mister Holland conhece Rowena, aluna que é uma excelente cantora , escolhida para fazer um papel principal na Revista , espetáculo organizado na escola para angariar fundos. Rowena o convida para ir embora com ela para outra cidade, onde terão oportunidades de seguirem a carreira musical, mas este não aceita e a auxilia conseguindo hospedagem para ela na casa de uns amigos que residem no local para onde ela está indo. Ressaltamos aqui duas ideias: o envolvimento de toda a comunidade escolar em um objetivo comum e o perfil do professor que apaixonado pela profissão, deixa seus sonhos pessoais de lado.
    Quando alunos, professores, direção e pais reúnem-se num projeto escolar, a escola torna-se dinâmica, participativa o que favorece a instituição, tornando-a muito melhor, mais produtiva e a comunidade escolar, sente-se responsável também pela educação. Há o comprometimento de todos.
    Em casa, a comunicação como o filho é difícil porque ele não entende os sinais, que não teve interesse em aprender, e está sempre ausente por estar envolvido com correções de provas, comissões de estudantes, ensaios de banda...
    A morte de John Lennon, que o deixa bastante abalado, gerou uma “briga” entre ele e o filho, que lhe diz, num desabafo muito emotivo,que importa-se com ele, que sabe quem morreu, que conhece música e que poderia aprender muito mais se o pai o ensinasse. Esse momento desperta em Mr. Holland o desejo de reatar a relação com o filho e faz com que ele busque maneiras de fazer uma apresentação musical para as pessoas que não conseguem ouvir. No acontecimento musical, ele canta e traduz a música em gestos para seu filho numa clara demonstração de carinho e interesse por ele, fortalecendo os laços familiares.

    ResponderExcluir
  26. Aos 60 anos de idade e30 anos de serviço , ele é despedido devido a contenção de gastos, onde são eliminadas as disciplinas ligadas às Artes. Ele procura o Conselho de Educação para tentar reverter o quadro, porém não consegue. Fica claro que a decisão de redução de despesas não vê como necessário o ensino de música, teatro,...e que são relatadas pelo personagem quando fala que eles (Conselho de Educação) querem:”...criar uma geração de jovens sem habilidades para pensar ou...”e nesse ponto é interrompido e tem que se retirar.
    O filho, já adulto, leciona em escolas para deficientes auditivos e vai buscá-lo na escola junto com a mãe porém antes de saírem ouve-se um barulho no auditório e quando o professor entra é recebido com aplausos e em pé por alunos, ex-alunos, colegas que organizaram uma homenagem.
    Nesta homenagem, organizada por sua esposa e uma ex-aluna, então governadora do estado, ele recebe elogios acerca de seu trabalho e Gertrudes, então governadora, enaltece o trabalho do professor e reverencia sua profissão, agradecendo quando o chama para reger a orquestra mais importante de sua vida: todos tocam sua sinfonia e ele se sente muito realizado como professor que contribuiu para dar um melhor sentido à vida das pessoas daquela comunidade.
    “Adorável Professor” é um filme que vale a pena ser visto porque mostra o cotidiano escolar, os diferentes tipos de professores e seus métodos, a diversidade de alunos matriculados numa mesma sala de aula e suas maneiras de aprender, o poder de uma gestão escolar e os reflexos de seu apoio ou não ao docente nos métodos aplicados, a dificuldade financeira do sistema de ensino, o envolvimento emocional de tudo e de todos aqueles que direta ou indiretamente influenciam no aprendizado (familiares, colegas, acontecimentos históricos,...).As cenas, muito bem representadas , levam-nos a refletir sobre todos os aspectos acima citados, sobre a importância do professor na sociedade e sua influencia na vida do aluno, que será membro ativo do mundo e interferirá nele como todos nós o fazemos, fazendo com que o professor no papel de formador de cidadãos seja portador de uma imensa responsabilidade.

    ResponderExcluir
  27. Universidade Federal do Pampa
    Curso de Licenciatura em Pedagogia
    Disciplina de Leitura e produção Textual
    Professora MS Aden Pereira
    Acadêmica: Thamires Cardozo
    RESENHA
    Título original: Mr. Holland Opus (Adorável Professor);; Duração: 140 min; Ano de Lançamento:1995 (EUA); Direção: Stephen Herek.
    Mr Holland é um musico profissional que por necessidades financeiras passa a lecionar musica em uma escola publica americana, no inicio o musico não se sente bem lecionando, pois seu único objetivo e juntar dinheiro para a dedicar-se exclusivamente a composição que é sua verdadeira paixão.
    Seus planos começam a dar errado quando suas aulas começam a não atingir o objetivo esperado, o desinteresse dos alunos era visível e Holland bastante decepcionado pensa seriamente em desistir de lecionar, pois não era algo gostava de fazer, mas depois de perceber que cada aluno tinha uma maneira própria de assimilar o conhecimento começou a investir em novas temáticas de aula, percebeu que deveria utilizar conteúdos que fossem do conhecimento dos alunos aproveitando atualidades para ensinar a musica clássica, uma disciplina que anteriormente era considerada de segundo plano passa a ser vista com bons olhos pelos docentes e discentes da escola.
    Com o passar do tempo o professor começa a ganhar respeito e prestigio na escola, aquele trabalho que deveria ser somente um emprego temporário se estende e começa a cair no gosto do compositor que com a chegada de seu filho que possuía apenas 10 % da audição passou por uma fase bastante difícil de decepção, pois o pai queria que seu filho seguisse os seus passos e como um menino surdo iria compor? A relação entre os dois ficou bastante enfraquecida pois não havia comunicação entre os dois e o pai tinha certa restrição ou ate mesmo “vergonha” em colocar seu filho em uma escola de libras, só depois de sua esposa não aguentar mais a falta de comunicação entre a família o menino finalmente vai ate a escola e a convivência e a comunicação entre a família começa a melhorar, mas Holland passa mais tempo envolvido com seus alunos do que com sua própria família fato que acaba distanciando e impondo mais barreiras entre os dois, certo dia Glenn percebeu que seu filho mesmo sendo surdo tinha gosto pela musica como ele apenas a interpretava de uma maneira diferente diante desse fato ele começa a perceber que mesmo sendo surdo seu filho pode aprender musica sim, só de uma maneira diferente, e ele para redimir-se compõe uma musica especial para seu filho e os dois finalmente se acertam.
    Anos se passam é varias coisas mudam tanto na vida da família quanto na escola e a aparição de uma nova aluna mexe com os sentimentos do professor certa admiração e confundida com paixão, mas a ética profissional que todo professor deve ter, e o amor que sente por sua mulher falam mais alto e Holland não chega a abandonar a família.
    Devido a contenção de gastos a escola opta por tirar a disciplina de musica de sua grade curricular Holland já com certa idade e agora apaixonado pela profissão docente fica completamente desolado pois agora oque deveria ter sido só um “bico” tinha se tornado sua grande paixão, as emoções não acabaram por ai sua esposa e todos ex-alunos haviam preparado uma grande surpresa no auditoria da escola, fazendo sua ultima homenagem ao mestre que lhe haviam ensinado lições que levaram para vida toda.
    Em geral o filme passa a mensagem que para ser professor não precisa ter nenhuma espécie de dom, mais sim determinação e entender que cada um tem suas particularidades, que devem ser respeitadas e aproveitadas para que passam ser utilizadas visando o melhor aprendizado.

    ResponderExcluir
  28. Universidade Federal do Pampa
    Curso de Licenciatura em Pedagogia
    Disciplina de Leitura e produção Textual
    Professora MS Aden Pereira
    Acadêmica: Thamires Cardozo
    RESUMO
    Título original: Mr. Holland Opus (Adorável Professor);; Duração: 140 min; Ano de Lançamento:1995 (EUA); Direção: Stephen Herek.
    O filme conta a historia do compositor Glenn Holland, que resolve lecionar em uma escola publica nos estados unidos devido a problemas financeiros, trabalho este que seria por um período curto, pois seu grande objetivo de vida era somente compor.
    No decorrer do tempo começou a passar por diversos conflitos e dificuldades que esta enfrentando como professor e também neste meio tempo descobre que sua esposa esta gravida, e por isso vai ter que lecionar mais tempo do que o esperado.
    Com o decorrer de suas aulas Mr Holland começa a inovar seus métodos de ensino utilizando novas temáticas que começam a chamar a atenção de seus alunos, e suas aulas começam a ficar mais interessantes e produtivas, o rendimento dos alunos melhora muito deixando o professor empolgado com a nova profissão.
    Com a adequação de tempo de suas aulas e com o nascimento de seu filho Glenn Holland começa a se ver sem disponibilidade para a composição musical, com a descoberta que seu filho só possuiu 10% da audição a relação entre os dois fica bastante abalada, e Holland se volta totalmente o magistério, realizando aulas excelentes e conquistando o respeito e admiração de seus alunos.
    Neste período várias coisas mudam na vida de Holland como as dificuldades de convivências com o filho, sua disciplina de musica que era vista como segundo plano passa a ser vista com bons olhos pelos alunos e demais pessoas que fazem parte da escola.
    Depois de muitos anos lecionado o professor tem certo envolvimento com uma de suas alunas, mas não chegar a trair nem deixar sua esposa, percebe que o sentimento na verdade é uma grande admiração pelo talento da moça.
    Depois de trinta anos lecionando Holland recebe a noticia que a disciplina de musica foi cortada do cronograma da escola, bastante triste nem imaginava a surpresa que sua família e seus ex-alunos haviam preparado a, Mas Holland despede-se da escola regendo a orquestra de seus alunos, ex-alunos provando que um bom professor pode fazer a diferença na vida de seus alunos.
    Um singelo emprego temporário com o proposito de juntar dinheiro acabou se estendendo por 30 anos e se tornando a paixão do compositor.

    ResponderExcluir
  29. Universidade Federal do Pampa
    Campus Jaguarão
    Curso: Licenciatura em Pedagogia
    Disciplina: Leitura e Produção Textual
    Professora: Aden Pereira
    Acadêmica: Maria Juciara da Cunha Beserra
    Título Original: Mr. Holland’s Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek.
    Resenha: Reflexões sobre o texto
    No início do filme, o Mr. Holland, o protagonista, deixa claro seu desinteresse de lecionar mesmo que seja somente por quatro anos, e fica claro no texto quando o mesmo fala que uma pessoa recebe um diploma em uma licenciatura, o que menos quer é dá aula, ou seja, esse é o último recurso porque se pensa em fazer algo melhor.
    Dessa forma percebe-se que ele já começou com nenhum entusiasmo por isso ao chegar à sala percebeu o mesmo dos alunos.
    Um professor só ganha o respeito e confiança dos alunos quando se mostra preocupado pelos mesmos, pois é perceptível o desinteresse do docente.
    Ao perceber que a situação de seus alunos estava crítica, resolveu cumprir com seu dever, ajudando alunos com aulas de reforço, despertando assim o interesse de todos, inclusive motivando uma aluna (Gertrudes) que não tinha confiança em si própria.
    Apartir do momento que um professor consegue almejar seu objetivo que é o de despertar interesse e ajudar seus alunos com dificuldade ele sentir-se-á realizado por saber que seu trabalho está trazendo resultado positivo.
    No filme retrata também a fase de pai do Mr. Holland que ao mesmo tempo ficou se questionando sobre sua saída da escola onde lecionava, pois tinha mais obrigações. Creio que não queria ser pai antes de se estabilizar e assim compôs suas músicas, esse era seu propósito desde o início. Sua família ficou “completa” ao nascer seu filho, mas quando soube que ele era deficiente auditivo ficou sem estrutura porque tinha criado muitas expectativas para ele no ramo musical. Esse é um grande erro familiar porque acaba envolvendo vários indivíduos ao mesmo tempo, filho, esposa etc. Com isso percebemos seu desinteresse para incluir seu filho nas áreas de sua vida, e cobra que eles têm que entendê-lo através da língua de sinais, a libra, essa é uma forma de incluí-lo socialmente e entendê-lo.
    Para fugir de seu dilema, deficiência auditiva de seu filho e as cobranças de sua esposa, ele voltou então cada vez mais para sua vida docente, inovando nesta área e burlando as dificuldades, resolve melhorar em sua metodologia as aulas de apreciação musical passando a incluir o rock em uma nova forma de ensinar, que ao mesmo tempo estava no contexto cultural de seus alunos. Essa é uma base por parte dos alunos, pois eles aprendem mais rápido quando as aulas chamam sua atenção, ou seja, Holland inovou, pois antes eles aprendiam com apenas uma opção de música, a clássica, e alguns não gostavam, e preferiram o rock como forma de melhorar seu aprendizado.

    ResponderExcluir
  30. (CONTINUAÇÃO)
    Assim, passou uma mensagem que não é a música (pode encaixar qualquer outra matéria) o fator mais importante, e sim a metodologia adotada pelo professor. Metodologia essa que atraía a atenção do aluno e fazendo com que Holland, mesmo contra as normas da escola, utilizasse esse tipo de recurso.
    E outra coisa que é relevante falar no filme, foi o entrosamento entre dois professores, para que seus alunos tirassem boas notas em outras matérias, através da interdisciplinaridade onde mostra que toda a ciência tem que ser relacionada com outras para eles obterem mais conhecimentos.
    Devido conflitos e cobranças em casa, Holland se aproxima de sua aluna, que também gostava de música, essa atração bastante amigável talvez tenha se dado devido ele pensar que somente ela o entendia. Apartir daí o estopim para que o filho de Mr. Holland percebesse que seu pai teria que mudar e investir em sua família, e em especial nele, foi no dia da morte de John Lenon (já que o filme passou vários acontecimentos históricos) onde o protagonista do filme pensa que por seu filho ser um deficiente auditivo, o mesmo não sabia quem era o ex- Beatles e nem a música em si, fazendo com que o menino se revoltasse com a situação crítica de seu pai, e ao mesmo tempo sentindo certa carência ao notar uma maior preocupação com os alunos que o mesmo leciona,dando a entender que Holland pecou em sua tarefa como pai. Logo após, o professor muda seus pensamentos em relação aos deficientes auditivos, seu filho em especial, procurando orientação para saber lhe dar melhor com o caso que vivia. Assim ao perceber seu erro, o pai tenta conquistar o carinho e o respeito do filho novamente, cantando pro menino e a todos que o assistiam da platéia, uma canção composta por ele e com vibração de cores, conquistando aplausos do público e o perdão de seu filho, que era o mais importante para o pai que havia errado.
    Quando no auge de sua carreira soube de uma notícia que iria afetá-lo profundamente, ao saber do corte de verbas do estado, e assim pôde se chegar a uma conclusão: que o dinheiro, ou melhor, dizendo que a economia com a educação é mais importante, pois eles preferem acabar com uma aula diferenciada que os alunos se interessavam por ela por julgarem que outras matérias seriam mais importantes, ao invés de pensarem que uma disciplina deve complementar a outra.
    Enfim, ao término do filme quando a comunidade escolar, com sua família fez uma linda homenagem juntamente com uma aluna (Gertrudes) que ele havia anteriormente ajudado a confiar mais em si mesma e tocar sua flauta e que naquele momento tinha dado a volta por cima sendo governadora, convidaram- no para reger uma orquestra composta por seus primeiros alunos. Holland emociona a todos e faz refletirem o quanto um professor marca a vida de um aluno, e aquela seria uma prova que havia marcado positivamente seus estudantes, através da confiança e transformação de seu método de ensino.
    Portanto o filme deixou bem claro que todo ser humano tem seus defeitos, mas devemos tentar consertá-los o mais rápido possível, e é devido a todos esses fatos citados acima que o Mr. Holland é considerado um “adorável professor".

    ResponderExcluir
  31. Universidade Federal do Pampa
    Campus Jaguarão
    Curso: Licenciatura em Pedagogia
    Disciplina: Leitura e Produção Textual
    Professora: Aden Pereira
    Acadêmica: Sandra da Silva Martins
    Título Original: Mr. Holland’ s Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek


    RESENHA: FILME ADORAVEL PROFESSOR

    O filme adorável professor se passa em 1964, onde o compositor Holland começa a dar aulas de história da educação da música em uma escola pública e conservadora dos estados unidos.
    Este é casado e precisa do salário de professor para compor sua orquestra sinfônica, se percebe no filme que o professor Holland mesmo sendo formado não gosta da profissão de educador e era muito autoritário.
    Mas isso não quer dizer que ele não possa ser um bom professor, pois no decorrer das aulas mudou sua atitude para com os alunos se tornando mais amigo dos mesmos, também mudou sua metodologia de ensino e seus alunos passam a aprender com mais facilidade, pois foi a partir do momento em que este mudou o modo de ensinar que seus alunos obtiveram um bom desenvolvimento.
    Com a gravidez de sua esposa, Holland criou uma expectativa em relação ao seu filho onde o mesmo sonhava que o menino iria ter vocação para a música, no entanto acabou se decepcionando ao descobrir que o filho era portador de uma deficiência auditiva.
    Holland como professor não soube enfrentar a deficiência do próprio filho e passou a rejeitá-lo, nota-se que o educador não soube procurar uma ajuda especializada para ajudá-lo a lidar com a situação que vivenciava, sendo que achou mais fácil tornasse ausente até a adolescência de seu filho.
    A partir do momento em que seu filho já adolescente colocou para Holland todo o seu sentimento de que o pai o havia rejeitado e que este não o enxergava e que valorizava mais os seus alunos do que a ele como filho, percebe-se que o professor Holland começou a refletir sobre tudo que o filho havia falado, com isso passou a observar o filho, e percebeu que este tinha a capacidade de interagir com ele e sentir a musica, com isso Holland voltasse mais para seu filho o que foi essencial para a convivência de ambos, havendo a partir deste momento demonstrações de amor, carinho e respeito entre pai e filho.
    Holland passa a organizar consertos para deficientes auditivos o que significa que o professor passou a ter outra visão e forma de se comunicar com pessoas especiais, através da musica.
    Em outro momento do filme em que a aluna Rowena começa a se interessar pelo professor, se percebe que o professor também se encanta pela vós da menina e começa a incentivar a mesma a seguir sua carreira profissional e mesmo tendo um sentimento de atração pela menina, mantém sua postura de educador e não se envolve mas a orienta a prosseguir, a ir em busca dos seus sonhos que é cantar.
    Holland depois de trinta anos de dedicação a educação é obrigado a se aposentar, pois a sua disciplina história da musica não será mais ofertada devido à falta de verba do estado, percebe-se que o professor ficou muito abalado por ter que deixar de lecionar, pois para ele já fazia parte de sua vida exercer a profissão de educador com dedicação e amor.
    O que o professor não imaginava é que no momento de sua despedida iria receber uma homenagem feita por seus ex alunos e alunos atuais, por seus colegas e familiares a qual o fez se sentir extremamente emocionado e perceber o quanto os seus alunos, colegas e familiares o admiravam.
    O filme nos faz refletir o quanto é importante a profissão de educador, a qual devemos ter muita responsabilidade que é o que o professor teve desde o momento em que mudou sua metodologia de estudo.

    ResponderExcluir
  32. Ministério da Educação
    Universidade Federal do Pampa
    UNIPAMPA – Campus Jaguarão
    Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia
    2º Semestre - Noturno

    Disciplina: Leitura e Produção Textual
    Professora: Aden Rodrigues Pereira
    Acadêmico: Jerson van der laan

    Fichamento do filme Mr. Holland, Adorável Professor

    (Título Original: Mr. Holland’s Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek; Personagem principal GlenHolland): Richard Dreyfuss



    Resumo
    O filme o Adorável professor, retrata uma história sobre um profissional da música que resolvedar aula no magistério a fim de ter uma renda para juntar algum dinheiro para realizar seu sonho, assim trabalhar para poder manter sua família, que mais tarde a mesma ficou grávida e o personagem central teve uma grande surpresa, pois estava dando aula à seus alunos não satisfeito com o que teria escolhido para trabalhar, afinal de contas iria lecionar para ter tempo para compor. O protagonista ao receber a notícia de sua esposa tende a remodelar seus planos sendo que sua intenção de carreira no magistério era relativamente curta. Com o passar do tempo e o engajamento com o seu trabalho passou a dispor um tempo extra aos seus alunos, dificultando assim a sua produção musical, com uma dedicação de cuidar de seu filho. Vendo à necessidade o professor começa a se interessar pelas suas aulas de seus alunos e passa a ter um envolvimento afetivo com seu filho que acabara de nascer.
    Com o nascimento do filho tão desejado sua esposa descobre que o mesmo teria uma deficiência auditiva, pois em uma das comemorações e apresentação da banda onde seu marido era o regente e a mesma notou que seu filho com tanto barulho das festividades, seguia tranquilo a dormir no carrinho descobrindo então sua deficiência auditiva, dando a notícia para seu marido a relação entre o filho fica abalada, voltando-se de forma excelente ao magistério e dando aulas a seus alunos. O filme conta uma história da educação de um filho com deficiência auditiva e a convivência do casal, também relata os acontecimentos históricos relacionados à época, a importância de seu filho para o pai tinha dificuldade de se comunicar tendo à preocupação com sua educação matriculando em uma escola especializada, pois sua mãe já tinha mais facilidade de se comunicar com gestos e o entendimento melhor entre eles.
    Ocorre também a mudança da diretora onde lecionava, tomando posse o diretor adjunto. Com o passar do tempo o personagem central vê a necessidade de reatar sua relação afetiva com seu filho que estava abalada, pois existindo assim um maior entrosamento com seus alunos na escola onde trabalhava. Mas tendo em vista que a disciplina de música era retratada pelos seus colegas na instituição como segundo plano, todavia a excelente trajetória do professor com seus alunos passou a mudar esta visão. Com a contenção de verbas na instituição onde o mesmo trabalhava com música tendo que ser demitido e assim o protagonista não deixa à escola sem que receba uma homenagem de seus colegas e dos alunos ao qual se dedicou desde o início ensinando música e o reconhecimento de todos pelos excelentes serviços prestados com empenho e dedicação.



    Apreciação crítica

    Com o embasamento do filme o Adorável professor trata basicamente de uma história que traz a parcial falta de compreensão do protagonista ao seu filho que idealizava ensinar tudo o que sabia de sua profissão de compositor de música, mas com à deficiência auditiva ficou limitado o ensinamento do mesmo sendo assim é dedicado maior tempo do professor a seus alunos em uma instituição onde lecionava. Com uma visão crítica também pode ser relacionada à história com aspectos na vida real, pois existe uma grande dificuldade de entendimento de valores culturais que às pessoas ao se defrontarem com certas limitações em seu cotidiano tanto no ambiente familiar ou na nossa sociedade é refletido uma diversidade de novos ensinamentos que precisam ter mais conhecimentos a alcance de todos.

    ResponderExcluir
  33. instituição onde lecionava. Com uma visão crítica também pode ser relacionada à história com aspectos na vida real, pois existe uma grande dificuldade de entendimento de valores culturais que às pessoas ao se defrontarem com certas limitações em seu cotidiano tanto no ambiente familiar ou na nossa sociedade é refletido uma diversidade de novos ensinamentos que precisam ter mais conhecimentos a alcance de todos.

    ResponderExcluir
  34. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA – UNIPAMPA (CAMPOS JAGUARÃO)
    CURSO DE PEDAGOGIA TURMA 21
    DISCIPLINA LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL
    DOCENTE: MS. ADEN RODRIGUES PEREIRA
    ACADEMICO(A): LUCIANA BRANDÃO NOBRE

    Resenha Critica
    ADORÁVEL PROFESSOR (MR. HOLLAND). Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek.

    O filme adorável professor conta a história de um músico profissional Glenn Holland que resolveu lecionar em uma escola pública, para juntar dinheiro e compor sua sinfonia.
    O professor tem muitas dúvidas quanto a profissão escolhida, seus planos começam a dar errado, quando ao chegar na escola se deparou com um método rígido e tradicionalista, porém não se deixa abalar e trabalha com um método novo e irreverente, onde ensina seus alunos através do amor, o que é um método revolucionário para a época.
    Com esse método inovador, onde ensinava seus alunos através do amor, Glenn Holland enfrentou diversas dificuldades, foi muitas vezes repreendido pela direção, mas isso não desmotivou o professor que seguiu lutando pelo seu método de ensino, por se dedicar cada vez mais a escola e aos seus alunos, Glenn perde a maior parte da criação de seu filho que possui apenas 10 % de audição.
    Por muito tempo Holland esteve ausente de sua família, e sua esposa teve o grande desafio de criar seu filho sem a presença de um pai. Já na adolescência de seu filho os problemas só aumentam, porém então Glenn percebe que poderia se entender com seu filho.
    Foi então que Glenn Holland resolveu ministrar um concerto na escola do seu filho para pessoas com deficiência auditiva, onde fez uma homenagem ao seu filho com uma música de John Lenonn.
    Holland já com 30 anos lecionando na escola naquela escola, é obrigado a se aposentar pois sua disciplina de apreciação musical vai ser cortada do cronograma da escola, para sua surpresa Glenn é recebido no auditório da escola, onde estavam seus alunos, ex-alunos e sua família onde foi convidado por uma ex- aluna, que é governadora no momento, para reger a primeira apresentação da sinfonia de Glenn Holland.
    Por fim o filme desde o começo tratou da luta de um musico profissional que por necessidade leciona em uma escola, este acaba depois de muita insistência, se tornando um bom professor por ensinar seus alunos com amor.
    No começo ele se encontrou com muita dificuldade por a escola ser tradicionalista, onde houve muita repreensão, mas mesmo com esse grande obstáculo , com dificuldades e repreensões é possível ensinar através de um método inovador e se tornar um bom professor.
    Outra parte muito interessante é a dificuldade em se relacionar com seu filho que tem uma deficiência auditiva, porém depois de muitas brigas, ele descobre que seu filho é igual aos outros e tem a mesma capacidade de aprender, basta que o professor queira ensiná-lo com amor.
    O foco do filme seria mostrar que mesmo num sistema tradicionalista é possível ensinar com amor e com métodos inovadores que despertam a atenção dos alunos, e é possível lidar com as dificuldades e diferenças.
    O filme “o adorável professor” é um filme muito grande e emocionante, e é um filme que retrata bem a nossa realidade, desde o fato de lecionar por obrigação, a troca de metodologia e até a parte final do filme em que os alunos o homenageiam.

    ResponderExcluir
  35. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  36. Universidade Federal do Pampa
    Pedagogia
    Leitura e produção textual
    Professora: Ms Aden pereira
    Acadêmica: Luana Peres

    RESENHA - MR. HOLLAND - ADORÁVEL PROFESSOR
    Título Original: Mr. Holland’s Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min.; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek; Personagem principal: Richard Dreyfuss (Glen Holland).

    O músico Mr. Holland decide lecionar, para poder juntar dinheiro para um dia poder compor sua sinfonia. Ele tem dificuldades em relacionar-se com seus alunos, sua esposa espera um bebê. Após o filho nascer, descobrem que ele e surdo o que faz com o que ele se envolva cada vez mais com o trabalho. Chega a hora que o professor tem que sair da escola, porem deixando marcas em muitas vidas.
    A sociedade hoje em dia exige do educador, novas posturas, os educadores precisam estar sempre buscando novas formas pedagógicas, e um olhar mais atento a cada um de seus alunos, conforme a realidade que cada um possui durante sua trajetória o professor demonstra que apesar dos desafios encontrados diariamente, e possível fazer um trabalho que faça que seus alunos tornem-se pessoas mais interessadas, e consigam tornarem-se cidadãos que estarão aptos para a vida fora do ambiente escolar.
    Percebe-se que o aluno foi inserido de outra maneira, ou seja, de outra forma a disciplina foi aplicada, respeitando-se a individualidade e dificuldades de cada um, a educação que os transformou não foi apenas às disciplinas aplicadas, pois a educação depende também que o indivíduo se sociabilize e se encaixe a algum grupo.
    Para fazer de lecionar sua paixão, o professor deixou muitas coisas em sua vida, como quando percebeu que seu filho era surdo, e acreditando na impossibilidade do mesmo apreciar o que o pai tanto amava, no entanto sua vida tornou-se a escola, que ele tanto detestava a principio, após alguns acontecimentos ele foi se modificando a medida que modificava seus alunos,pois uma de suas maiores mudanças seria lidar com seu filho surdo, depois de um tempo ele conseguiu superar esta grande frustração de pai.
    Percebeu que seu filho era diferente em um aspecto, mas que tinha os mesmos gostos e paixões que o pai, bastava somente um adaptar-se ao outro e o professor prestar mais atenção ao seu filho, que precisava dele tanto quanto seus alunos, cada qual com suas necessidades. Pois a maior mudança deveria ser ele lidar com esta forma de frustração que ele mesmo se submetia a ter, anulando muitas vezes sua família.
    Depois de passados todos estes desafios ele adaptou uma forma de concerto para surdos, pois precisava inserir seu filho também neste mundo que ambos tanto amavam.
    E o mestre mudou a vida de várias pessoas, mas sem dúvida mudou também a dele. Assim mestre e aluno se transformando.

    ResponderExcluir
  37. Resenha Crítica

    O filme adorável professor passa-se no ano de 1964, um filme antigo mas com temáticas atuais, conta as dificuldades do professor ao chegar em um nova escola para lecionar, a recepção dos alunos nem sempre são as melhores, até os devidos conhecer bem o educador e passar a ter confiança nele. Professores que lecionam só para ganhar um extra, isso ainda é muito comum, claro no caso de Holland ele se apaixonou pela profissão e a praticou por muitos e muitos anos.
    A analise positiva de todo o filme foi a metodologia variada que ele usou, a perseverança com os alunos e a confiança que ele transmitia a eles.
    A analise negativa seria a falta de interesse dele com o filho, pareceu que era pelo motivo da deficiência do menino, não o dava a devida importância. E levou a pensar que o amor dele por alunos era por causa do interesse dos mesmos na musica que ele ensinava. E que além da musica nada o importava.
    Mas no desenvolvimento do filme o musico demonstra que as suas atitudes era por saber como lidar com a situação, e que ele amava muito o filho as, não consegui demonstrar seus sentimentos.

    ResponderExcluir
  38. Universidade Federal do Pampa
    Curso: Licenciatura em Pedagogia – Noturno
    Disciplina: Leitura e Produção Textual
    Professora: Aden Rodrigues Pereira
    Acadêmica: Jenifer Duarte da Costa

    Título Original: Mr. Holland´s Opus; Gênero: Drama; Duração: 140 min; Ano de lançamento (EUA): 1995; Distribuição: Buena Vista Picture; Direção: Stephen Herek

    ADORÁVEL PROFESSOR (Mr. HOLLAND)

    RESENHA

    O filme conta a história de um homem chamado Mr. Holland que tocava piano e que de uma hora para outra se encontrou com a necessidade de buscar um trabalho melhor, por ser músico não estava acostumado a acordar sedo e esta foi apenas a primeira dificuldade encontrada por ele.
    Para sua surpresa, foi chamado para trabalhar em uma escola tradicional a qual daria aulas de música, seus alunos teriam de aprender a história da música e também a tocar instrumentos, no começo foi um pouco difícil, pois muitos daqueles alunos não sabiam segurar um instrumento e tão pouco se interessavam pela história da música, Holland via-se então com um segundo obstáculo.
    Seus métodos de ensino tiveram de ser avaliados, pois Holland estava insatisfeito com a postura de seus alunos perante suas aulas, queria entender o motivo de tanto desinteresse e também por que teria descobrido que seu filho era surdo e agora ele teria de garantir seu emprego para poder custear suas necessidades, outro motivo que o levou a tal avaliação.
    Creio que um dos motivos de Holland ter tido dificuldades no início para ensinar, foi que ele não estava preocupado com a qualidade de suas aulas e sim com o conteúdo que ele teria que passar para seus alunos.
    Então, após fazer uma avaliação de suas aulas, percebeu que cada um de seus alunos teria sua maneira própria e seu tempo para aprender, viu também que o desinteresse existia por que o assunto que lhes era apresentado não agradava, não chamava a atenção. Então Holland após descobrir que o estilo musical da turma seria o Rock end Roll, optou por ensinar suas aulas a partir do gosto de seus alunos e com isso obteve êxito em tudo o que propôs.
    Neste caso, foi extremamente importante que Holland repensa-se sua maneira de conduzir suas aulas, pois ao modificar seus métodos de ensino obteve ótimos resultados.
    Seus superiores tentaram impedi-lo, pois acreditavam que o Rock end Roll levaria seus alunos a indisciplina, porém ao perceber que o professor estaria conseguindo bons resultados acabaram por ceder a proposta.
    A escola era tão tradicional, que qualquer idéia nova causava espanto e certo desconforto pelos professores, todos temiam a mudanças e também tinham um pouco de preconceito, acredito que este tipo de atitude, dificulte o andamento de uma escola, pois penso que para melhor ensinar, devemos sempre estar dispostos a mudar, a buscar novos métodos de ensino e um bom professor deve tentar manter-se sempre distante de qualquer modo preconceituoso.
    No início, quando descobriu que seu filho era surdo, foi um pouco difícil para o professor Holland aceitar a deficiência e conviver com ele, pois só sabia ensinar pessoas ditas “normais”, tornou-se necessário que ele juntamente com sua esposa busca-se aprender a linguagem dos sinais para poder então se comunicar.

    ResponderExcluir
  39. Imagino que não foi nenhum pouco fácil para o professor Holland descobrir que seu filho era surto como também ter de aprender para poder ensiná-lo, penso que ele pecou um pouco em relação a educação de seu filho, creio que Holland deveria ter dado mais atenção para ele, visto que uma criança com deficiência sempre requer mais atenção do que as “normais”.
    Como Holland era muito dedicado, preocupado e apaixonado com seu trabalho, acabava por muitas vezes deixar sua família em segundo plano. Costumava trabalhar de forma interdisciplinar, sempre buscando a ajuda de outros professores para a realização de seus projetos, consegui organizar um conserto, obtendo grande êxito.
    Creio que para sermos um bom professor, devemos antes de qualquer coisa, permanecer apaixonados pelo o que fazemos e isto é o que aconteceu com Holland, porém creio também que um professor não deva de forma alguma deixar sua família, seu lazer, pela educação, pois todo o ser humano precisa de um tempo para o descanso, para si mesmo.
    Depois de tantas mudanças naquela escola que seguia um modelo tradicional, o professor teria sido demitido, pois ele completava trinta anos lecionando e a escola teria de cortar gastos. Foram tantas coisas que Holland teria feito por aquela escola e por aqueles alunos que como forma de agradecimento, foi organizado uma apresentação a qual alunos de todos os trinta anos de docência se apresentaram em sua homenagem.
    Certamente Holland fez a diferença nesta escola e penso que isto é algo que todo o professor deva querer. Fazer a diferença é fazer algo novo, algo bom, é contribuir e quando se trata de uma escola, estamos contribuindo para uma vasta geração que fará parte do futuro deste mundo que hoje é globalizado.

    ResponderExcluir
  40. Resenha
    O filme Adorável Professor pode ser relacionado facilmente com a “vida real”. Pois um caso como este pode ocorrer em qualquer família, se trata de situações diferenciadas de alunos desinteressados com um professor que leciona somente para aumentar sua renda e não por amor a profissão. Como é o caso da maioria das pessoas que trabalham por necessidade e não por amor a profissão.
    As relações professor-aluno retratadas no filme revelam bem a desconexão entre contexto cultural e ensino formal: os alunos não se envolviam com os professores e com o aprender, existia um desencantamento, uma desmotivação visível. O professor no filme percebe que não podia mudar tudo, mas podia mudar alguma coisa. Começou a lidar com as pessoas que faziam parte da vida de seus alunos. E isso alterou conseqüentemente a relação que o professor tinha com a escola, ele passou a se interessar pelo diversos aspectos da mesma e até passou a se interessar menos com a composição de suas músicas, ocupando seu tempo pro exemplo com aulas de reforço para os que tinham dificuldades.
    Essa mudança provocou uma pequena “revolução” nas aulas de músicas que passaram a ser mais valorizadas pelos estudantes provocando encantamento nos mesmos. Saberes pelos quais o professor deve primar construir junto com os seus alunos. A educação deve ser uma educação inserida em um contexto, de uma época, de uma realidade... Não existe educação bem feita se ela não respeita isso!

    ResponderExcluir
  41. muito bom, tudo foi escrito por esses alunos, esse filme nos traz grandes revelações no contexto ensino e aprendizagem parabéns a todos.

    ResponderExcluir
  42. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  43. Resumo do filme:

    O filme “Adorável Professor” mostra a vida de um professor que começou a lecionar não por que gostava, mas sim para juntar dinheiro. O que ele gostava mesmo era de compor. Sua primeira aula depara-se com alunos que não sabem absolutamente nada de música, a sala de aula era desorganizada, e ele vendo que não conseguia despertar o interesse dos seus alunos nas aulas, decide mudar os seus métodos de ensino. Com a intenção de ser aproximar dos alunos ele questiona sua classe para descobrir qual o gosto musical de cada um, e associou a música clássica ao rock, mas foi banido pelo seu superior, por rock não ser uma influencia boa. Mas depois de algum tempo ele resolveu mudar seus métodos de ensino colocando sentimento no que fazia e como ele esperava sua turma melhorou muito.
    Um fato que me chama atenção no filme, é que ele começa a dar aulas particulares para uma de suas alunas Gertrude Lang, que tinha dificuldades para tocar. Todos os dias após as aulas eles ficavam ate mais tarde ensaiando. Até que um dia ele diz para ela... ”Desista, mas só por hoje, pois amanhã continue...”, Após muitas aulas e com a insistência do professor e com o esforço da aluna ela consegue aprender a tocar o instrumento. Ms Holland usava a música para ensinar,ele dizia que a música é coração,é sentimento e fazia seus alunos entenderem isso também fazendo perceber isso pelo estilo de música que cada um gostava e isso fez a diferença na relação entre professor e os alunos.
    Com a descoberta da gravidez de sua esposa, ele foca todo o seu tempo a ensinar música e assim seu tempo de trabalho dobra. Com o nascimento de seu filho, ele se decepciona, já que o filho nasce com deficiência auditiva, o que pesou muito para ele, já que ele queria que o filho seguisse o mesmo caminho da música. Com isso, o filme mostra uma situação muito presente nas famílias com deficientes surdos, que é o preconceito sofrido dentro de casa, já que o pai não tinha paciência para lidar com o filho e nem acreditava nos potenciais dele.
    Os anos passam, e o professor percebe o quanto se distanciou de seu filho, e que assim como fez com as aulas, se mudasse poderia conseguir um grande progresso no seu relacionamento com o mesmo. Mr. Holland se reaproxima do filho, e faz um conserto em homenagem ao mesmo, no qual utiliza a linguagem de sinais para se comunicar com Cole.
    No final do filme, Glenn é afastado da escola por uma medida de contenção de gastos que retira a disciplina de música do currículo escolar. Antes de se retirar, recebe uma homenagem de seus discentes, onde foi recepcionado no auditório da escola, por todos seus alunos, ex-alunos, colegas de trabalhos e amigos, com uma grande homenagem, na qual lhe concedeu, além do titulo de um grande profissional, um grande e inesquecível presente de gratidão, de todos, que foi “A primeira sinfonia Americana de Glenn Holland”


    ResponderExcluir